G13 Câmara dos Estados Unidos aprova impeachment de Donald Trump

Câmara dos Estados Unidos aprova impeachment de Donald Trump

-

Republicano se tornou nesta quarta o primeiro presidente americano a sofrer dois impeachments. Ao contrário do processo anterior, desta vez dez membros de seu próprio partido votaram a favor de retirá-lo do cargo.

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou o impeachment do presidente Donald Trump nesta quarta-feira (13). O resultado já era esperado, uma vez que a Casa tem maioria democrata.

Agora, o afastamento definitivo de Trump depende do Senado, onde são necessários dois terços dos votos. Como o Senado está em recesso e Trump deixa o cargo no próximo dia 20, a definição não tem data para acontecer. Foram 231 votos a favor do impeachment e 197 votos contra.

O pedido formal de abertura do processo foi apresentado na segunda-feira (11) e colocou Trump, pela segunda vez em seu mandato — e a sete dias de sair da Casa Branca — sob o risco de ser removido do cargo.

A acusação foi apresentada após a recusa do vice-presidente Mike Pence de invocar a 25ª Emenda, que poderia resultar na remoção imediata de Trump do cargo por incapacidade de governo. A invasão ao Capitólio aconteceu em meio à sessão que confirmaria, formalmente, a vitória de Biden na eleição presidencial de 2020 e deixou cinco mortos.

É a primeira vez na história dos EUA em que um presidente é submetido a dois processos de impeachment — no primeiro deles, Trump foi condenado na Câmara e absolvido no Senado, de maioria republicana. A diferença agora é que, após a invasão do Capitólio, senadores republicanos anunciaram o rompimento com o presidente.

A bancada democrata da Câmara, que assinou o pedido, acusou Trump formalmente de “incitação à insurreição”, em referência à invasão do Capitólio na semana passada. O texto afirma que Trump teria “cometido crimes graves e contravenções ao incitar a violência contra o governo dos Estados Unidos” e aponta também que a 14ª Emenda da constituição do país impede qualquer pessoa que se envolva em “insurreição ou rebelião” de ocupar um cargo público no país.

O pedido de impeachment retoma alguns dos atos praticados por Trump desde a eleição presidencial. “Trump repetidamente emitiu declarações falsas de que os resultados da eleição presidencial eram produto de uma fraude ampla e não deveriam ser aceitos pelo povo americano ou reconhecidos por autoridades estaduais ou federais.”

O pedido também cita uma ligação feita pelo presidente norte-americano ao secretário de estado da Geórgia, Brad Raffensperger, na qual pediu que ele “encontrasse” votos suficientes para virar o resultado da eleição no estado.

“O Presidente Trump ameaçou gravemente a segurança dos Estados Unidos e suas instituições de governo. Ele ameaçou a integridade do sistema democrático, interferiu na transição de poder pacífica e colocou em risco um braço do governo. Assim, traiu seu compromisso enquanto Presidente, resultando em danos causados à população dos Estados Unidos”, completa o documento.

Com informações da Reuters e da CNN.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

Governo Bolsonaro é reprovado por 40% e somente 31% aprovam, aponta pesquisa Datafolha

No levantamento anterior, de dezembro, 37% consideram governo ótimo ou bom e 31%, ruim ou péssimo. Para 42%, Bolsonaro...

Secretários de Fazenda de todos os estados pedem medidas urgentes contra 2ª onda da Covid

O novo crescimento da pandemia de covid-19 levou secretários estaduais de Fazenda, sob a presidência do secretário do Piauí,...

Hospital Universitário de Teresina confirma que receberá 15 novos pacientes de Manaus

O Hospital Universitário (HU) confirmou na noite da sexta-feira (22) que receberá mais 15 pacientes vindos de Manaus precisando...

Wellington Dias sanciona lei que torna atividades religiosas como essenciais em todo o Piauí

Com isso, passa a garantir o funcionamento das igrejas e templos religiosos de qualquer crença. A medida garante aos...

Prefeita Neidinha Lima apresenta os dirigentes dos diversos órgãos da Saúde em Guadalupe

Após reconduzir Paulo Rocha ao cargo de secretário e nomear a enfermeira Laura Sabrina como nova diretora do Hospital...

Secretaria de Saúde de Guadalupe divulga boletim que registra mais 14 novos casos da Covid-19

Boletim divulgado nesta sexta-feira (22), pela Secretaria Municipal de Saúde, mostra que os casos confirmados somam 474, os recuperados...

Posts Recomendados