Câncer de próstata: conheça os riscos, como é feito o diagnóstico e o tratamento

-

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Campanha Novembro Azul chama atenção para o cuidado integral da saúde do homem, com destaque para o diagnóstico precoce do câncer.

A cada ano, mais de 65 mil homens desenvolvem o câncer de próstata no Brasil. As estimativas são do Instituto Nacional de Câncer (Inca) com base em indicadores nacionais de saúde.

A campanha Novembro Azul promove a conscientização para os cuidados integrais da saúde do homem. A atenção ao câncer de próstata norteia a iniciativa, que reforça todos os anos a importância do acompanhamento periódico para a prevenção de outros agravos, como diabetes, doenças cardiovasculares, além da obesidade e do tabagismo.

“Cuidar da saúde, quando você olha para o universo masculino, tem um impacto da questão cultural. Precisamos que as próximas gerações venham com um outro olhar de que cuidar da saúde do homem também é importante, assim como nós mulheres fazemos”, destaca Merlene Oliveira, idealizadora da campanha Novembro Azul e presidente do Instituto Lado a Lado pela Vida, dedicado ao câncer, doenças cardiovasculares e à saúde do homem.

Foto: Reprodução

Fatores de risco

O envelhecimento e aspectos genéticos são os principais fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de próstata. Além disso, há uma probabilidade maior da doença para pessoas obesas e homens negros.

A incidência e a mortalidade pela doença aumentam após os 50 anos de idade. Assim como acontece com o câncer de mama, ter casos de câncer de próstata na família aumenta as chances de desenvolvimento da doença, principalmente se for em um parente próximo, como pai ou irmão, que tenham tido a doença antes dos 60 anos.

Embora os principais fatores de risco para a doença sejam características que não podem ser modificadas, os especialistas ressaltam que a adoção de hábitos de vida saudáveis pode contribuir para reduzir as chances da doença, incluindo a alimentação balanceada, exercícios físicos moderados e evitar o fumo e consumo abusivo de álcool.

Os perigos de uma doença silenciosa

O câncer de próstata é considerado uma doença silenciosa, que não costuma apresentar sinais ou sintomas nas fases iniciais. Alguns pacientes podem apresentar sintomas como dificuldade de urinar, diminuição do jato de urina, uma maior necessidade de ir ao banheiro, além da presença de sangue na urina.

A doença conta com perfis de evolução variáveis, podendo apresentar um crescimento lento ou rápido, de um paciente para outro.

exame de toque é um dos métodos de rastreio para a detecção precoce do câncer. O teste permite ao médico verificar a estrutura da próstata, bem como possíveis sinais de aumento ou outras alterações. Com o envelhecimento, a próstata pode aumentar de tamanho naturalmente, sem que haja qualquer tipo de doença.

A Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) recomenda que os homens, a partir dos 50 anos, e mesmo sem apresentar sintomas, procurem atendimento médico, para avaliação individualizada com o objetivo de diagnosticar de forma precoce o câncer.

exame de toque pode ser realizado anualmente a partir dos 50 anos para a população em geral, e deve ser iniciado aos 45 anos para homens que façam parte do grupo de risco, especialmente aqueles que contam com histórico familiar da doença.

Para o esclarecimento do diagnóstico, os especialistas também utilizam outro indicador chamado antígeno específico da próstata (PSA, na sigla em inglês). Embora a proteína seja produzida naturalmente pela glândula, o aumento no nível de PSA presente na circulação pode indicar a necessidade de investigar a presença de um tumor.

O exame de PSA é realizado a partir da coleta de sangue, que permite medir os níveis da molécula no organismo. Em seguida, os resultados são comparados pelo médico com outros fatores como o tamanho da próstata, a idade do paciente e a presença de nódulos ou inflamação na próstata.

De acordo com o médico Alexander Dias, da Seção de Urologia do Inca, a detecção precoce aumenta as chances de cura.

“Para pacientes com diagnóstico na fase da doença localizada, o índice de sobrevida, ou seja, a probabilidade dessa pessoa estar viva após cinco anos do diagnóstico, é superior a 95%. Quando o diagnóstico é feito na vigência da doença metastática, quando a doença já atinge locais fora da próstata, esse índice cai para 25% a 30%”, explica Dias.

A confirmação do diagnóstico pode ser realizada através da biópsia da próstata. O procedimento consiste em uma intervenção cirúrgica para a retirada de um fragmento do tecido prostático para análise laboratorial. A biópsia deve ser solicitada pelo médico considerando os resultados dos exames de toque e de PSA.

Consultas médicas devem se tornar um hábito

Em 2006, o operador de empilhadeira Carlos Alberto Stella, de Ilha Comprida, município do litoral de São Paulo, foi diagnosticado com uma hiperplasia prostática que, diferentemente de um tumor, é o aumento benigno da próstata. Ele conta que a hiperplasia fez com que ele passasse a fazer o acompanhamento médico com mais frequência.

“Eu estava com 46 anos, a empresa em que eu trabalhava era grande e contava com um médico. Uma vez por ano, eu era obrigado a fazer eletrocardiograma e encefalograma. Nesse ano, o médico da empresa perguntou se eu já havia feito o PSA alguma vez. Respondi que não, porque nunca havia sido pedido”, diz Carlos.

Três anos depois, Carlos descobriu que estava com câncer de próstata. Aos 50 anos, Carlos não se abalou com a notícia e, de imediato, perguntou ao médico quando poderia realizar a cirurgia.

O aposentado conta que, antes do diagnóstico, não tinha o hábito de realizar consultas médicas. “Eu nunca tinha ido a especialidade nenhuma, a não ser quando eu era encaminhado”, diz.

Carlos foi submetido à cirurgia para o tratamento do câncer e não precisou passar por radioterapia ou terapia hormonal. O acompanhamento médico foi contínuo e começou com espaçamento de três meses, sendo ampliado progressivamente ao longo dos anos. No início de 2021, o aposentado teve alta hospitalar sendo declarado curado do câncer pela equipe.

Pai de dois homens e uma mulher, Carlos diz que reforça entre os filhos a necessidade de cuidar da própria saúde. “É necessário chamar atenção da população para a importância do cuidado com a saúde, mas também é importante agilizar os exames e, se houver resultado positivo para a doença, que trate o mais rápido possível”, afirma.

Como é feito o tratamento do câncer de próstata

tratamento do câncer de próstata pode ser feito com a adoção de diferentes métodos, que vão variar de acordo com o perfil de cada paciente.

“O tratamento deve ser individualizado, mas, em conceitos gerais, temos que diferenciar o tratamento com modalidade curativa, mais radical, do tratamento para a doença metastática, de controle da doença. Para alguns pacientes, temos a vigilância, que é uma estratégia de não oferecer os tratamentos curativos em um primeiro momento”, afirma Dias.

Quando a doença permanece restrita à próstata, pode ser feita uma cirurgia para a retirada da glândula, radioterapia ou apenas o acompanhamento médico, chamado de observação vigilante. Nos casos em que a doença apresenta um avanço sob a próstata, pode ser indicada a cirurgia, radioterapia e o tratamento hormonal.

Já os pacientes que apresentam quadros de metástase, quando o tumor já se espalhou para outras partes do organismo, o tratamento mais indicado é a terapia hormonal.

Lucas Rochada CNN

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

Rayssa Leal derrota Pâmela Rosa e conquista título de campeã do STU Open Rio

Medalhista de prata nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, Rayssa Leal foi a campeã do STU Open Rio da categoria...

Não vacinados respondem a 79,7% dos óbitos por Covid-19

Um levantamento feito pelo Info Tracker, plataforma da USP e da Unesp que coleta dados sobre a pandemia de...

Após fala de Bolsonaro, Petrobras diz que não há decisão sobre reajuste de combustível

Fato relevante publicado pela estatal vem após o presidente Jair Bolsonaro dizer que a empresa anunciaria uma redução de...

Prefeitura de Floriano ornamenta a cidade para festas de fim de ano

A Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, deu início à ornamentação de fim de ano em pontos diversos da...
spot_img

Leilão do 5G vira argumento em compra da Oi por Tim, Claro e Vivo

As três companhias apontam que o leilão do 5G aumentou a concorrência no setor de telefonia com novos entrantes...

Quilombolas alegam que Ciro Nogueira invadiu território de patrimônio cultural

A denuncia veio de uma moradora da região, onde ela diz por vídeo, que o ministro entrou no quilombo...
spot_img

Posts Recomendados