DestaquesCom novo ministro na Saúde, governador do Piauí pede...

Com novo ministro na Saúde, governador do Piauí pede coordenação nacional

-

spot_img

Segundo Wellington Dias (PT), foco de Marcelo Queiroga precisa ser de ampliar a vacinação contra o coronavírus.

Em entrevista à CNN nesta terça-feira (16), o governador do Piauí e presidente do Fórum de Governadores, Wellington Dias (PT), pediu uma coordenação nacional no combate à pandemia do novo coronavírus após a escolha do novo ministro da Saúde, o cardiologista Marcelo Queiroga.

Wellington Dias (PT)

“As 27 unidades da federação, independentemente de partidos e de oposição, nós sempre temos sustentado a necessidade de deixar de lado as nossas diferenças políticas e focar nesse instante num tema da maior importância para salvar vidas. Estamos prontos para trabalhar, e a linha que ele [Marcelo Queiroga] citou nos alegra muito. Estamos há muito tempo propondo um pacto pela vida, e hoje já conta com o apoio da Câmara, do Senado, de ministros do Supremo Tribunal Federal, do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais e de Defensores-Gerais, de pessoas da ciência, de artistas e do setor empresarial”, disse.

Segundo o governador, o novo ministro chega em um momento em que a rede hospitalar do país está colapsada. “Ou seja, há necessidade de maximizar as condições de atuar no atendimento aos doentes e de não deixar faltar insumos e equipamentos”.

Lockdown

Em sua primeira entrevista após ser anunciado como novo ministro da Saúde, o cardiologista Marcelo Queiroga afirmou à CNN, na noite desta segunda-feira (15), que lockdown só deve ser aplicado em “situações extremas” e “não pode ser política de governo”.

Dias afirmou que também não interessa nenhum governador e prefeito ter o lockdown como política. “Há a necessidade de uma coordenação nacional como todos os países do mundo fizeram para que a gente tenha um controle nacional. […] Medidas preventivas de restrição e isolamento não resolvem, mas é para amenizarem enquanto avançamos no que resolve, que é a vacina”, avaliou.

O novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga

Vacinação

Ao defender que estados e municípios caminhem numa direção comum para conter o avanço do coronavírus no país, Wellington Dias disse que o trabalho está sendo feito para que em abril todo os grupos prioritários estejam imunizados contra a doença. 

“A meta é a gente chegar em julho com algo em torno de 70% a 75% da população vacinada, e o Brasil tem condições para isso.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

Prefeita de Guadalupe emite nota de pesar pelo falecimento do senhor Zezão do Mercado

“Perdi um dos melhores amigos, um grande parceiro desde que cheguei a Guadalupe. Zezão, foi uma pessoa que sempre...

Piauiense que sofre com obesidade mórbida precisa de 80 mil reais para tratamento de saúde

Elundina Santos Brandão, de 43 anos, é natural de Guadalupe – PI e reside em Brasília – DF atualmente...

Qual o melhor intervalo entre as doses da vacina CoronaVac? Entenda

Estudo divulgado mostrou que eficácia da CoronaVac pode aumentar de 50,7% para 62,3% quando o espaçamento entre as doses...

“Não é o momento”, diz senador Marcelo Castro sobre CPI da Pandemia

O senador Marcelo Castro (MDB-PI) se manifestou favorável à instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia no...
spot_imgspot_img

Twitter coloca aviso de ‘publicação enganosa’ em post de Eduardo Bolsonaro

O Twitter colocou um aviso de “publicação de informações enganosas e potencialmente prejudiciais relacionadas à Covid-19” em uma publicação...

Sonia Abrão detona documentário de Karol Conká na Globoplay: “Infeliz”

Sonia Abrão não gostou nem um pouco da ideia da Globo de lançar um documentário sobre a vida de...
spot_img

Posts Recomendados