Crianças em vulnerabilidade social terão prioridade em escolas de tempo integral no Piauí

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

O PL, de autoria do deputado estadual Marcus Vinícius Kalume (PT), foi aprovado em sessão plenária e agora segue para sanção do governador Rafael Fonteles.

Um indicativo de Projeto de Lei aprovado na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) quer dar prioridade à matrícula de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social em escolas de tempo integral no estado.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

De acordo com o texto, as crianças terão prioridade caso se encaixem em um ou mais critérios a seguir:

Abandono e/ou negligência;
Abuso e maus-tratos na família ou nas instituições de acolhimento;
Exploração e abuso sexual; de trabalho abusivo e explorador; de tráfico de crianças e de adolescentes;
Uso e tráfico de drogas;
Conflito com a lei, em razão de cometimento de ato infracional;
Acolhidos em abrigos geridos pelo Poder Público ou em instituições privadas sem fins lucrativos devidamente cadastradas junto ao Estado.

A Alepi afirma que, como o projeto afeta áreas sob responsabilidade do Executivo, ele precisa passar pela análise do Governo e retornar à Alepi para revisão nas comissões e votação no Plenário. O deputado Wilson Brandão deu parecer favorável na Comissão de Constituição e Justiça.

Em 2023, projeto que garante matrículas de alunos com deficiência próximo de onde moram foi aprovado
Em 2023, a Alepi aprovou um outro projeto que garante matrículas de alunos com deficiência locomotora em escolas estaduais e campus da Universidade Estadual do Piauí mais próximos de suas casas.

Segundo o autor do documento, deputado Marden Menezes (PP), o projeto visa tornar mais fácil para os estudantes com deficiência o acesso à educação. “Assim, todo aluno que tem alguma deficiência físico-motora, por lei, tem o direito de se matricular na escola estadual ou no campus da Universidade Estadual mais perto de sua residência. Não há nenhuma outra disposição ou nenhum outro tipo de comando, seja da escola ou da universidade, que possa se sobrepor a esse direito uma vez assegurado por lei” disse o deputado.

Gleison Fernandes
Gleison Fernandeshttps://portalcidadeluz.com.br
Editor Chefe do Portal Cidade Luz

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

No Rio Grande do Sul, ciclone extratropical deve levar mais chuva e ventos fortes ao estado

Defesa Civil emitiu alerta para possibilidade de chuvas intensas em Porto Alegre nesta segunda Um ciclone extratropical vai começar a...

Uso de inteligência artificial e vaquinhas online falsas estão sendo usadas por golpistas para lucrar no RS

Em Santa Catarina, um adolescente foi alvo de um operação. As investigações apontam que ele criava vaquinhas virtuais, supostamente...

Alexandre Moraes nega recurso de Bolsonaro contra inelegibilidade

Ex-presidente foi condenado pelo TSE por abuso político e econômico O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes,...

UNIEG celebra o Dia do Evangélico em Guadalupe com inspiradora pregação do Preletor Wesllei Nogueira e a presença de autoridades municipais

Evangélicos, membros da União das Igrejas Evangélicas de Guadalupe e autoridades se uniram para celebrar a data comemorativa, no...
spot_img

Prefeito Antônio Reis recebe comenda da Ordem do Mérito Comercial Marquês de Paranaguá

A concessão da Ordem do Mérito Comercial Marquês de Paranaguá é um reconhecimento mais do que merecido pelo trabalho...

Nomofobia: o medo de ficar sem celular e seus efeitos em crianças e adolescentes

O transtorno pode afetar principalmente crianças e adolescentes. Muitas pessoas extrapolam o tempo de uso dos celulares e quando ficam...
spot_img

Posts Recomendados