Governador diz que só redução de ICMS não resolve e pede reforma tributária

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

O Piauí é criticado pela política econômica que tem aumentado os tributos. Wellington afirma que as medidas se deram devido a crise econômica.

O governador Wellington Dias (PT) afirmou que só reduzir a alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviço ( ICMS) não resolve o problema da carga tributária no país. Wellington afirma que, neste momento, o Brasil precisa é da aprovação da reforma tributária.

Governardor Wellington Dias (Foto: Alef Leão)

Acompanhado de empresários, o governador visitou uma fábrica em Teresina e defendeu a aprovação da reforma pelo Congresso nacional. Ele defendeu a proposta de reforma apresentada pelo deputado Baleia Rossi ( MDB/SP).

“O Piauí sempre foi a favor de movimentos como este. No Fórum do Governadores, que será dia 11, em Brasília, vamos tratar disso. A proposta é a reforma tributária. Ela é bem mais ampla que o ICMS. Ela se encontra pronta para votação. O relatório do deputado Baleia Rossi. Demonstrou um passo grande. Não é fácil fazer que 27 estados cheguem ao um entendimento. E nós chegamos ao entendimento. Isso reduz a carga tributária”, destacou.

O Piauí é criticado pela política econômica que tem aumentado os tributos. Wellington afirma que as medidas se deram devido a crise econômica.

“Queremos o fim da guerra fiscal. Isso reduz 18 tributos para três. É a lógica do tributo ocorrer onde se encontra o consumidor. Isso é no mundo inteiro. Reduz a carga tributária em aproximadamente 6%. É possível a redução do ICMS. Na reforma está prevista para ter mais tranquilidade, um fundo de investimentos focado no desenvolvimento regional. Se o presidente, os empresários, governadores e municípios trabalharem, podemos aprovar ainda esta semana”, destacou.

Lídia Brito
[email protected]

Gleison Fernandes
Gleison Fernandeshttps://portalcidadeluz.com.br
Editor Chefe do Portal Cidade Luz

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

Senado aprova projeto que renova cotas raciais em concursos públicos

Texto precisa ser aprovado pelos deputados federais até junho O Senado aprovou nesta quarta-feira (22) a reserva de vagas em concursos...

STF reconhece assédio judicial a jornalistas e veículos de imprensa

Decisão foi tomada por unanimidade Por unanimidade, o Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceu nesta quarta-feira (22) o chamado "assédio judicial"...

Deputada Ana Paula quer explicações sobre fechamento de campus da Uespi

O Plenário da Assembleia Legislativa do Piauí aprovou, por unanimidade, o Requerimento 150/24, da deputada Ana Paula (MDB), solicitando...

Concurso da Polícia Militar: Alepi autoriza Governo do Estado a convocar novos candidatos

A proposta determina a contratação de mais policiais e mudanças no Estatuto da PM foram aprovadas em 1ª e...
spot_img

Projeto que prevê castração química para estupradores é aprovado no Senado

O tratamento químico hormonal deve ser voluntário; PL foi aprovado pela CCJ e segue para à Câmara dos Deputados. A...

Novo DPVAT: seguro obrigatório voltará a ser pago em 2025

Serão garantidos os custos de atendimentos médicos, fisioterapia, medicamentos, equipamentos ortopédicos, que não sejam disponibilizados pelo SUS. O pagamento de...
spot_img

Posts Recomendados