Juiz condena Hang e Havan a pagarem R$ 85 milhões por intimidar empregados a votarem em Bolsonaro

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

O empresário Luciano Hang e as lojas Havan foram condenadas a pagarem mais de R$ 85 milhões por intimar os empregados a votarem em Jair Bolsonaro na eleição de 2018. De acordo com informações do UOL confirmadas pelo Globo, a decisão é do juiz Carlos Alberto Pereira de Castro, da 7ª Vara do Trabalho de Florianópolis, e ainda cabe recurso. O processo segue em segredo de Justiça.

A ação civil pública foi movida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), e aponta que Luciano Hang teria feito campanhas em prol de Bolsonaro, e obrigaria os colaboradores a participarem de “atos cívicos” da Havan.

Juiz condena Hang e Havan a pagarem R$ 85 milhões

Procurada, a assessoria do empresário classificou a decisão proferida pela Justiça como “descabida e ideológica”. Ainda segundo a assessoria de Hang, à época dos acontecimentos, perícias foram nomeadas pela Justiça do Trabalho e nada foi comprovado. “O juiz deveria seguir as provas, o que não fez, seguiu a sua própria ideologia. Mais uma vez o empresário sendo colocado como bandido”, afirma.

Ainda de acordo com Hang, a denúncia não partiu dos funcionários, mas “de agentes públicos com militância política e sindicatos”: “estamos tranquilos e vamos recorrer da decisão, afinal, nada foi feito de errado e isso já havia sido comprovado lá atrás. Ainda acreditamos na Justiça brasileira”, concluiu na nota.

Medidas em 2018
Ainda durante o processo eleitoral de 2018, o desembargador do Trabalho Gilmar Cavalieri, da Seção Especializada 2 do Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região (TRT-SC), manteve decisão de primeira instância que proibiu a rede de lojas Havan e seu proprietário, Luciano Hang, de influenciarem o voto de seus empregados no pleito.

A 7ª Vara do Trabalho de Florianópolis também chegou a determinar que a empresa afixasse uma cópia integral da decisão no mural de avisos dos funcionários em cada uma das lojas da rede e também proibiu pesquisas de intenção de votos entre os colaboradores.

A mesma decisão também proibia manifestações a favor ou contra qualquer candidato na tentativa de pressionar ou coagir seus trabalhadores a seguirem a preferência de seu empregador.

Fonte: O Globo

Gleison Fernandes
Gleison Fernandeshttps://portalcidadeluz.com.br
Editor Chefe do Portal Cidade Luz

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

Seleção de Jerumenha vence torneio intermunicipal de futsal realizado em Marcos Parente

A equipe campeã foi agraciada com R$ 800.00, enquanto a vice-campeã recebeu R$ 200.00, na distribuição dos prêmios. Na noite...

Escola municipal de Floriano programa atividade de ciclismo “1º Pedal Escola-Família” com pais e alunos

O pedal é uma sequência de uma atividade desportiva realizada em 2023 pela escola e que teve uma grande...

Mulher suspeita de produzir e divulgar conteúdo sexual da própria filha de quatro anos é presa no Sul do Piauí

Segundo o delegado titular de Baixa Grande do Ribeiro, Marcos Halan, a presa alega que foi ameaçada e obrigada...

Usina de Boa Esperança em Guadalupe opera normalmente com 58,90% de armazenamento, afirma Chesf

Por Gleison Fernandes - Jornalismo da UCA. A Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf) informou na sexta-feira (23), que a...
spot_img

Carro-Pipa é a principal fonte de abastecimento de água para 102 mil piauienses

Mesmo que o uso do carro-pipa não seja indicado, essa é a principal fonte de abastecimento para muitos nordestinos. O...

Edital do concurso da Polícia Penal do Piauí com 200 vagas está previsto para próxima semana

O secretário estadual de Justiça do Piauí (Sejus), Carlos Augusto, anunciou para a próxima sexta-feira,1º de março, o lançamento...
spot_img

Posts Recomendados