Justiça Eleitoral do Paraná faz busca e apreensão na casa de Sergio Moro

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Moro é candidato ao Senado pelo União Brasil no Paraná. Operação também apreendeu materiais no comitê de Paulo Martins, também candidato ao Senado Federal.

A Justiça Eleitoral cumpriu neste sábado (3) operação de busca e apreensão na casa do ex-ministro e ex-juiz Sergio Moro (União Brasil), candidato a senador no Paraná, para recolher materiais de campanha.

A decisão da Justiça Eleitoral atende a pedido da Federação “Brasil da Esperança”, formada pelo PT/PCDOB/PV. A federação apontou que Moro colocou o nome do suplente de senador em tamanho e proporção inferior ao exigido pela lei eleitoral.

A sentença, da juíza auxiliar Melissa de Azevedo Olivas, do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, foi dada na noite de quinta-feira (2). Ela determinou, além da busca e apreensão, a regularização do material sob pena de multa diária de R$ 5.000.

O advogado de Moro, Gustavo Guedes, disse que os nomes dos suplentes estão de acordo com a lei eleitoral e que irá recorrer da decisão. A busca se deu na casa de Moro porque é o endereço indicado no registro da candidatura na Justiça Eleitoral. “Repudia-se a iniciativa agressiva e o sensacionalismo da diligência requerida pelo PT”, afirmou.

Justiça eleitoral determinou busca e apreensão na casa de Sergio Moro (Foto: Reprodução/ Facebook)

No Twitter, Moro disse que a operação de busca e apreensão foi “abusiva”. “O crime? Imprimir santinhos com letras dos nomes dos suplentes supostamente menores do que o devido”, disse. “Nada comparável aos bilhões de reais roubados durante os governos do PT e do Lula. Não me intimidarão, mas repudio a tentativa grotesca de me difamar e de intimidar minha família”, afirmou o candidato.

A assessoria da Justiça Eleitoral do Paraná informou que o processo corre em segredo de justiça e que, até a última atualização desta reportagem, não havia mais informações sobre o caso.

Paulo Martins

A Justiça Eleitoral do Paraná também autorizou o cumprimento de mandados de busca e apreensão no comitê de Paulo Martins, candidato ao Senado pelo Partido Liberal (PL).

Martins se pronunciou pelas redes sociais. Ele disse que “a pedido da federação do PT, a Justiça Eleitoral apreendeu parte do meu material de campanha. A justificativa é que os nomes dos suplentes não estavam no tamanho correto. Pela mesma razão determinou a remoção de links. Serão muitas batalhas, mas vamos lutar e vencer”, escreveu.

PT defendeu ação

O Partido dos Trabalhadores informou, em nota, que “a legislação eleitoral deve ser cumprida. Os candidatos ao Senado no Paraná, Sérgio Moro e Paulo Martins, não estão acima das regras eleitorais, assim como qualquer outra candidatura”.

“Reafirmamos nosso compromisso com a democracia, com eleições justas e limpas. A Federação Brasil da Esperança no Paraná – PT, PCdoB e PV segue vigilante no combate à possíveis irregularidades”, destacou.

Por g1 PR

Leonidas Amorim
Leonidas Amorimhttps://portalcidadeluz.com.br
Acompanhe nossa coluna no Portal Cidade Luz e fique por dentro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

‘Churrasco do brasileiro’: Preço da picanha cai, mas cerveja fica mais cara em 12 meses

Carnes, frango e linguiça estão mais em conta, mas pão de alho, vinagrete e bebidas se tornaram principais vilões...

Com investimento de R$ 3 milhões, governo do Piauí entrega escola “modelo” em tempo integral

Fundado em 1938, o Ceti Fenelon Castelo Branco foi totalmente reformado e requalificado para se adequar ao padrão Seduc. O...

Campeonato de Jerumenha estreia com vitória dominante do China sobre o Serraria por 4X0

O Campeonato de Futebol de Jerumenha teve seu pontapé inicial ontem, 13 de abril, com um confronto entre as...

Wellington Dias defende Bolsa Família para trabalhadores rurais com carteira assinada

A matéria tramita na Câmara dos Deputados e sofre pressão da bancada ruralista, que tenta acelerar a aprovação do...
spot_img

PL que regula atividade dos motoristas de aplicativos ganha mais tempo na Câmara

Os profissionais seguem acompanhando as discussões no Congresso, que agora terá o texto analisado por outras 3 comissões da...

Mais R$ 1,4 bilhão está ao alcance dos produtores rurais por meio do Plano Safra

O montante disponível para operações de crédito foi anunciado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).  Advogado especialista...
spot_img

Posts Recomendados