Ministério da Saúde envia mais de 300 mil imunizantes ao RS, além do envio de rotina

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Mais 200 caixas térmicas de alta qualidade e 4,8 mil bobinas de resfriamento também serão enviadas. Não há registro de desabastecimento de nenhuma vacina no estado

Entre as medidas do Ministério da Saúde para ampliar o acesso à saúde e garantir assistência à população do Rio Grande do Sul, está o envio de vacinas. O estado sofre com severas enchentes devido às chuvas dos últimos dias. Por meio do Programa Nacional de Imunizações (PNI), a pasta enviou, no último dia 5 de maio, 200 mil doses das vacinas contra tétano, difteria, hepatites A e B, coqueluche, meningite, rotavírus, sarampo, caxumba, rubéola, raiva e picadas de animais. Não há registro de desabastecimento de nenhuma vacina no estado.

Até a próxima segunda-feira (13), a população gaúcha vai receber mais 105 mil doses emergenciais de vacinas, além das 926 mil que já estavam previstas na rotina de entrega ao estado.

O diretor do PNI, Eder Gatti, explica que o governo federal está disponibilizando recursos e fazendo todos os esforços para repor os estoques perdidos com as enchentes, não apenas de vacinas, mas também da rede de frio para seu armazenamento. “Esta semana, estamos enviando por via terrestre mais 200 caixas térmicas de alta qualidade, além de 4,8 mil bobinas de resfriamento”, complementa.

Divulgação

Flexibilização do acesso a medicamentos

Neste sábado (11), o Ministério da Saúde também flexibilizou a retirada de medicamentos pelo programa Farmácia Popular no Rio Grande do Sul. Está dispensada a apresentação dos documentos oficiais com foto, CPF e receita ou prescrição médica para acessar medicamentos para tratamento de asma, hipertensão e diabetes.

No âmbito do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica, os cidadãos também poderão manter seus tratamentos por seis meses sem necessidade de renovar as receitas, contanto que a dose e o tipo do medicamento permaneçam os mesmos. Além disso, aqueles que perderam medicamentos no intervalo de até dois meses antes do reconhecimento oficial da calamidade podem solicitar uma nova retirada. 

Força Nacional do SUS já realizou mais de mil atendimentos

O Hospital de Campanha do Ministério da Saúde em Canoas (RS) ultrapassou a marca de mil atendimentos. A unidade foi montada para o socorro emergencial das pessoas atingidos pelas enchentes. Segundo o balanço mais recente da Força Nacional do Sistema Único de Saúde (SUS) foram 786 atendimentos na unidade médica; 293 atendimentos volantes; e 21 atendimentos aeromédicos. No total, são 1,1 mil atendimentos. O hospital conta com 134 profissionais da saúde, como médicos, enfermeiros, equipes aeromédicas e psicólogos, entre outros.

Leonidas Amorim
Leonidas Amorimhttps://portalcidadeluz.com.br
Acompanhe nossa coluna no Portal Cidade Luz e fique por dentro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

No Rio Grande do Sul, ciclone extratropical deve levar mais chuva e ventos fortes ao estado

Defesa Civil emitiu alerta para possibilidade de chuvas intensas em Porto Alegre nesta segunda Um ciclone extratropical vai começar a...

Uso de inteligência artificial e vaquinhas online falsas estão sendo usadas por golpistas para lucrar no RS

Em Santa Catarina, um adolescente foi alvo de um operação. As investigações apontam que ele criava vaquinhas virtuais, supostamente...

Alexandre Moraes nega recurso de Bolsonaro contra inelegibilidade

Ex-presidente foi condenado pelo TSE por abuso político e econômico O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes,...

UNIEG celebra o Dia do Evangélico em Guadalupe com inspiradora pregação do Preletor Wesllei Nogueira e a presença de autoridades municipais

Evangélicos, membros da União das Igrejas Evangélicas de Guadalupe e autoridades se uniram para celebrar a data comemorativa, no...
spot_img

Prefeito Antônio Reis recebe comenda da Ordem do Mérito Comercial Marquês de Paranaguá

A concessão da Ordem do Mérito Comercial Marquês de Paranaguá é um reconhecimento mais do que merecido pelo trabalho...

Nomofobia: o medo de ficar sem celular e seus efeitos em crianças e adolescentes

O transtorno pode afetar principalmente crianças e adolescentes. Muitas pessoas extrapolam o tempo de uso dos celulares e quando ficam...
spot_img

Posts Recomendados