Pastor engolia sêmen de “fiéis” para curar gastrite no Distrito Federal

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

O pastor de apresentava como profeta e ainda chamava a prática de “Unção da sacanagem”

O pastor Sinval Ferreira, de 41 anos, foi preso em 22 de maio por violação sexual mediante fraude e extorsão. A Polícia descobriu que ele afirmava engolir sêmen para curar gastrite dos fiéis. Ele está encarcerado no Centro de Detenção Provisória (CDP), no complexo penitenciário da Papuda.

Ferreira foi alvo de uma operação da Polícia Civil que revelou suas práticas abusivas, nas quais ele se apresentava como profeta e alegava ter revelações trágicas envolvendo a morte de parentes dos fiéis. As informações são do portal Metrópoles, de Brasília.

Sinval Ferreira está preso desde o dia 22 de maio, no Complexo Penitenciário da Papuda – Foto: Reprodução | Redes Sociais

Pastor Sinval Ferreira ameaçava vítimas caso não fizessem sexo com ele 

Sinval Ferreira alegava ter premonições e dizia que os filhos de um fiel poderiam morrer, afirmando que a única forma de salvá-los seria realizando uma unção no órgão sexual do pai. O pastor visitava a casa da vítima, se trancava com ela em um quarto, rezava e masturbava o fiel e depois praticava sexo oral. Esse ato, que ele chamava de “unção da sacanagem”, ocorria geralmente às quartas-feiras e domingos, durante os cultos na igreja.

As investigações da 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia), no âmbito da Operação Jeremias 23, apontam que o pastor usava sua influência para abusar sexual e financeiramente dos fiéis. O nome da operação faz alusão a uma passagem bíblica que menciona falsos profetas.

Anal no motel

Pressionando o fiel a realizar as sessões de sexo com o pretexto de salvar a vida do filho, o pastor chegou a levar a vítima algumas vezes para um motel. Já dentro do quarto, o líder religioso descreveu como deveria ser o “ritual”. Seriam necessárias sete sessões de sexo – a primeira deveria ser de sexo oral, a segunda, anal, e as demais seriam intercaladas. Nas ocasiões de sexo anal, a vítima deveria penetrar o pastor.

As relações aconteciam geralmente no mesmo motel ou em outro localizado em Taguatinga. Sempre fazendo ameaças de morte de algum parente próximo da vítima, o pastor obrigava os fiéis a terem relações sexuais com ele e também com outros frequentadores da igreja.

Uma mulher, de 58 anos, também pastora, em Sobradinho, era cúmplice do autor e o auxiliava com as ameaças de castigo celestial. Além disso, ela mantinha relações sexuais com os fiéis na presença do autor. No entanto, a líder religiosa não foi presa.

Gleison Fernandes
Gleison Fernandeshttps://portalcidadeluz.com.br
Editor Chefe do Portal Cidade Luz

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

GSI derrubou 13 drones suspeitos em eventos do presidente Lula

O evento que mais teve drones derrubados foi durante a caminhada do Dois de Julho, em Salvador (BA) O Gabinete...

Fuzil AR-15, reação de sniper e mais: veja os detalhes do atentado contra Donald Trump

Trump foi alvo de um atentado durante comício na Pensilvânia, no sábado (13). Atirador foi morto e teve amostras...

Secretaria da Saúde realiza ações em alusão ao Dia do Homem e do Motorista

Na programação constam atividades com ações de saúde, capacitação, distribuição de preservativos e ações educativas. A Secretaria de Estado da...

Inscrição para concurso da Justiça Eleitoral termina na próxima quinta-feira

As inscrições para o concurso unificado da Justiça Eleitoral estão abertas até quinta-feira, 18, às 18h. As inscrições para o...
spot_img

PRF registra aumento de 166% na recuperação de veículos roubados no Piauí

Somente neste ano, 170 veículos roubados, furtados, adulterados ou apropriados indevidamente foram recuperados no Piauí. Nos primeiros 10 dias de...

Piauí tem municípios com alerta de baixa umidade e de vendaval até 16 de julho

Com alerta amarelo estão 143 cidades, onde a previsão é de umidade relativa do ar variando entre 30% e...
spot_img

Posts Recomendados