Postos de combustíveis reincidentes em irregularidades serão interditados no Piauí

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Segundo Arimatea, os constantes aumentos no preço do combustível provocaram o crescimento do número de denúncias junto à ouvidoria do Procon.

O chefe de fiscalização do Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) no Piauí, Arimateia Arêa Leão, informou nesta segunda-feira (20) que o órgão vai interditar postos de combustíveis que apresentem reincidência na prática de danos e desrespeito aos direitos do consumidor. Alguns estabelecimentos reajustam o valor nas bombas de forma abusiva e especulativa.

Arêa Leão analisa que os constantes aumentos no preço do combustível provocaram o crescimento do número de denúncias junto à ouvidoria do Procon. No início de maio, o órgão estadual disponibilizou um painel online de acompanhamento das fiscalizações realizadas em postos de combustíveis pelo Piauí. Segundo a plataforma, dos 128 estabelecimentos fiscalizados entre os meses de janeiro e maio deste ano, 69 foram autuados por irregularidades, como elevação de preço sem justa causa, erro de medição na bomba e venda de produtos fora da validade.

Na última sexta-feira (17), a Petrobras anunciou novos aumentos nos preços da gasolina e do diesel para as distribuidoras. Os novos valores passaram a valer no sábado (18). A gasolina subiu nas refinarias de R$ 3,86 para R$ 4,06 por litro, aumento de R$ 5,18%.

Com o diesel, o preço teve alta de R$ 4,91 para R$ 5,61, o que equivale a um reajuste de 14,25%. É ainda o terceiro reajuste do ano de 2022. A última vez que a gasolina foi reajustada nas refinarias foi no dia 11 de março.

Nesta segunda-feira, equipes do Procon foram a campo apurar as denúncias de aumentos abusivos nos preços nos estabelecimentos de venda dos combustíveis. Nos próximos dias, o trabalho de fiscalização também deve ser ampliado para cidades do interior do Estado.

Durante as fiscalizações, são solicitadas as notas fiscais de compra e venda de combustíveis, com prazo de 10 dias úteis para apresentação dos documentos a contar da notificação. Se constatada a irregularidade, o Procon abre um processo administrativo, podendo gerar multa.

Gleison Fernandes
Gleison Fernandeshttps://portalcidadeluz.com.br
Editor Chefe do Portal Cidade Luz

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

Entra em vigor lei que cria o Dia Nacional da Natação

A Lei que institui o Dia Nacional da Natação para ser comemorado dia 2 de agosto foi sancionada pelo...

Secretaria de Saúde de Marcos Parente realizará mutirão de reforço da vacina contra a Covid nos dias 06, 07 e 08 de julho

Outra informação repassada pela secretária Karla, foi a importância de levar o cartão de vacinação para ser atualizado. A Prefeitura...

Júlio César apresenta projeto que prevê redução no preço da gasolina para R$ 5,00

O deputado federal se reúne nesta terça-feira (05/07) com o presidente da Câmara , Artur Lira, em Brasília, para...

Palácio do Planalto age para evitar mudanças na PEC Eleitoral e não atrasar votação; ideia é pagar benefícios este mês

Governo quer votação até quarta-feira, com objetivo de pagar benefícios neste mês O governo federal está negociando com lideranças da...
spot_img

Brasil tem média de 214 mortes causadas pela covid-19 por dia

De acordo com dados do Ministério da Saúde, o país tem 672.033 óbitos e 32.535.923 casos confirmados da doença. O...

Luva de Pedreiro compartilha foto de mansão: “conforto para os meus pais”

Na publicação, o baiano falou sobre a alegria de poder dar conforto para os seus pais, que sempre trabalharam...
spot_img

Posts Recomendados