Promotora investiga Joan Rocha, acusado de exonerar servidores em Canavieira

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

O prefeito Joan de Albuquerque Rocha, é acusado de exonerar servidores efetivos, aprovados em concurso público.

O Ministério Público do Estado do Piauí instaurou inquérito civil para investigar denúncia contra o prefeito de Canavieira, Joan de Albuquerque Rocha, acusado de exonerar servidores efetivos, aprovados em concurso, de forma irregular.

Joan de Albuquerque Rocha

A portaria nº 01/2020 foi assinada pela promotora de Justiça, Ana Sobreira Botelho Moreira, no dia 9 de setembro, na qual ela também recomenda que o prefeito exonere, no prazo de 10 dias, todos os ocupantes de cargos, sem concurso público, nomeados por contratação direta, elencados nas portarias irregulares disponibilidades pelo órgão ministerial.

De acordo com a portaria, a Prefeitura de Canavieira exonerou, este ano, vários servidores municipais efetivos, aprovados mediante concurso público, sob alegação de irregularidade no certame público, como a ausência de vagas existentes para preenchimento e a impossibilidade da gestão de realizar novas contratações, além de ter realizado, nos primeiros meses, mais de 50 nomeações irregulares, visto que tais atos sequer indicam os respectivos cargos a serem ocupados.

A promotora então instaurou inquérito civil para apuração das irregularidades apontadas, de modo a subsidiar, se for o caso, a adoção das medidas judiciais cabíveis e expediu a recomendação.

Consta ainda que uma vez efetivada a exoneração dos ocupantes dos cargos, sem concurso público, por contratação direta, e se for o caso, no prazo de 10 dias, a contar do término do período de conduta vedada estabelecida no art. 73, V, da Lei nº 9.504/97, resguarde a eventual substituição do responsável por exercer as atribuições de tais cargos por pessoal ocupante de cargos de provimento efetivo, conforme for a necessidade administrativa, o que deverá ser feito por meio do devido processo legislativo (princípio da legalidade) e consequente realização de concurso público, se não existirem candidatos aprovados aguardando o provimento do cargo.

Com informações do GP1

Gleison Fernandes
Gleison Fernandeshttps://portalcidadeluz.com.br
Editor Chefe do Portal Cidade Luz

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

UFPI anuncia corte de R$ 7,7 milhões e diz que manutenção do custeio se agrava

A Universidade Federal do Piauí (UFPI) anunciou, nesta segunda-feira (04), que sofreu um corte em seu orçamento que chega...

SBT demite Léo Lins após piadas sobre crianças com hidrocefalia e Teleton

No último final de semana, viralizou um vídeo em que Lins debocha de uma criança com hidrocefalia. O humorista Leo...

Entra em vigor lei que cria o Dia Nacional da Natação

A Lei que institui o Dia Nacional da Natação para ser comemorado dia 2 de agosto foi sancionada pelo...

Secretaria de Saúde de Marcos Parente realizará mutirão de reforço da vacina contra a Covid nos dias 06, 07 e 08 de julho

Outra informação repassada pela secretária Karla, foi a importância de levar o cartão de vacinação para ser atualizado. A Prefeitura...
spot_img

Júlio César apresenta projeto que prevê redução no preço da gasolina para R$ 5,00

O deputado federal se reúne nesta terça-feira (05/07) com o presidente da Câmara , Artur Lira, em Brasília, para...

Palácio do Planalto age para evitar mudanças na PEC Eleitoral e não atrasar votação; ideia é pagar benefícios este mês

Governo quer votação até quarta-feira, com objetivo de pagar benefícios neste mês O governo federal está negociando com lideranças da...
spot_img

Posts Recomendados