Rafael Fonteles confirma redução dos salários de secretários e comissionados até dezembro

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Segundo o gestor e o Estado recebeu apenas R$ 153 milhões dos R$ 238 milhões que estavam previstos para serem repassados na primeira parcela.

“Vamos cortar na própria carne para sinalizar para a sociedade”, a afirmação é do Governador Rafael Fonteles que na manhã desta terça (25) confirmou até dezembro o corte salarial de 15% para secretários e comissionados do executivo estadual. Na última semana o Secretário de Fazenda, Emílio Júnior, já havia anunciado a redução na folha de agosto, de acordo com o gestor o estado perdeu R$ 84 milhões no repasse do Fundo de Participação dos Estados (FPE) neste mês de julho.

Segundo o gestor o Piauí recebeu apenas R$ 153 milhões dos R$ 238 milhões que estavam previstos para serem repassados na primeira parcela. A redução foi da ordem de R$ 32,56%. Mesmo com a queda, Emílio Jr negou redução dos investimentos.

Rafael Fonteles confirma redução dos salários de secretários e comissionados

Durante entrevista Rafael Fonteles explicou que a incerteza se a queda na arrecadação será permanente ou não motivou a definição.

“Fomos surpreendidos com a queda do FPE, não sabemos se é algo pontual, estamos aguardando os próximos decênios para ter um diagnóstico mais preciso. Como eu sou muito precavido, vinha inclusive da Secretaria de Fazenda, já tomamos uma medida mais dura que vai durar até dezembro”, disse.

De acordo com a Sefaz ficará mantida a redução de 15% nos subsídios que compõem a remuneração dos secretários e superintendentes, como também 15% nas reduções de todas as condições especiais de trabalho.

Segundo o governador a medida quer mostrar também a capacidade de um ajuste fiscal da gestão.

“Vamos cortar na própria carne para poder sinalizar exatamente para a sociedade que em função da queda nas receitas nós também somos capazes de tomar medidas de ajuste fiscal. Obviamente a gente espera que isso seja algo pontual e se reestabeleça o quanto antes o que a gente vinha desenvolvendo. No momento a medida tomada é essa”, concluiu

Secretário de Governo nega impacto no custeio

De acordo com o Secretário de Governo, Marcelo Noletto, apesar das medidas de cortes junto a secretários e comissionados, o custeio da máquina não será afetado.

“A ideia é pelo menos manter esse ano a redução, essa austeridade que é importante para a manutenção do equilíbrio fiscal com o governo. O FPE é um impacto dos repasses da união, algo que em princípio nada pode ser feito, o que a gente pode fazer aqui é o dever de casa de controlar as finanças. A ideia é manter até o final do ano esse equilíbrio e esperar que os repasses voltem a normalidade. Nada impacta o custeio normal do estado. Por enquanto são essas as medidas, mas vamos fazer uma reavaliação no segundo semestre” avaliou o gestor.

Ministra da Saúde virá a nova Maternidade

Ainda durante a entrevista o Governador Rafael Fonteles confirmou que o presidente Lula não virá a inauguração da nova maternidade da capital, porém a Ministra da Saúde, Nísia Trindade, representará o presidente.

“Recebi a confirmação de que a Ministra Nísia virá a inauguração da maternidade além do ministro Wellington Dias, o presidente Lula não virá neste momento, estamos aguardando uma nova data, mas ele enviará a representante da saúde para essa inauguração da maior maternidade pública do norte e nordeste do Brasil”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

Senado aprova projeto que renova cotas raciais em concursos públicos

Texto precisa ser aprovado pelos deputados federais até junho O Senado aprovou nesta quarta-feira (22) a reserva de vagas em concursos...

STF reconhece assédio judicial a jornalistas e veículos de imprensa

Decisão foi tomada por unanimidade Por unanimidade, o Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceu nesta quarta-feira (22) o chamado "assédio judicial"...

Deputada Ana Paula quer explicações sobre fechamento de campus da Uespi

O Plenário da Assembleia Legislativa do Piauí aprovou, por unanimidade, o Requerimento 150/24, da deputada Ana Paula (MDB), solicitando...

Concurso da Polícia Militar: Alepi autoriza Governo do Estado a convocar novos candidatos

A proposta determina a contratação de mais policiais e mudanças no Estatuto da PM foram aprovadas em 1ª e...
spot_img

Projeto que prevê castração química para estupradores é aprovado no Senado

O tratamento químico hormonal deve ser voluntário; PL foi aprovado pela CCJ e segue para à Câmara dos Deputados. A...

Novo DPVAT: seguro obrigatório voltará a ser pago em 2025

Serão garantidos os custos de atendimentos médicos, fisioterapia, medicamentos, equipamentos ortopédicos, que não sejam disponibilizados pelo SUS. O pagamento de...
spot_img

Posts Recomendados