G13'Sonho com a Presidência', diz o primeiro brasileiro negro...

‘Sonho com a Presidência’, diz o primeiro brasileiro negro aprovado no MBA do MIT, nos EUA

-

spot_img

Primeiro brasileiro negro aprovado em MBA do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, Wellington Vitorino foi vendedor de picolés na infância e teve que morar numa escola para pavimentar seu caminho de sucesso.

O engarrafamento na Ponte Rio-Niterói é um marco no cotidiano dos moradores da região metropolitana do Rio de Janeiro. Não à toa, virou inspiração musical nas mãos de Seu Jorge: “Morando em São Gonçalo, você sabe como é: hoje à tarde a ponte engarrafou, e eu fiquei a pé”, dizem os versos de São Gonça. De forma menos poética, o trânsito na via ameaçou o futuro de Wellington Trindade Vitorino, de 26 anos, primeiro brasileiro negro aprovado para MBA do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT).

Wellington Vitorino

Em 2012, ele tinha acabado de iniciar o terceiro ano do ensino médio na Escola Parque, um prestigiado colégio particular na Gávea, Zona Sul do Rio, graças a uma bolsa de estudos. Assim como o eu lírico de Seu Jorge, Wellington morava em São Gonçalo e acordava às 4h da manhã para conseguir chegar à aula às 7h. Em turno integral, ele só voltava para casa por volta das 20h.

Sobrava pouco tempo para estudar, em um cenário de defasagem com relação aos colegas, pela fragilidade de sua formação anterior no ensino público. O desempenho no primeiro bimestre foi preocupante, com notas vermelhas em seis disciplinas. A situação comoveu uma professora do colégio, que trouxe uma solução inesperada.https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Ela sugeriu que o adolescente passasse a dormir nas dependências de uma escola pública no bairro do Leblon onde sua irmã lecionava, para evitar a perda de tempo com os deslocamentos. Após o constrangimento inicial, Vitorino tentou ver a situação por outro prisma. “A gente sempre tem que buscar formas de se motivar. A minha foi pensar que aquilo era estilo ‘Uma Noite no Museu [filme de 2006]’. Eu gostava muito daquele filme, e iria dormir cercado de livros”, conta.

Wellington Trindade Vitorino, de 26 anos, primeiro brasileiro negro aprovado para MBA do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT). — Foto: Reprodução/Facebook

Somente as irmãs professoras, o estudante e sua família sabiam do plano inicialmente. Ele se misturava ao movimento de alunos perto das 22h e dormia em um sofá apertado na sala dos professores, antes de conseguir um colchão inflável. Conforme funcionários e a própria diretora da escola tomaram conhecimento da situação, Vitorino se ofereceu para substituir professores faltantes, como um monitor voluntário.

“Das 7h às 17h, eu convivia com filhos de famosos como Caetano Veloso — sou muito amigo do Tom e toda a família —, Malu Mader e Pedro Bial. De 17h às 22h, eu vivia a realidade do Brasil. Quem estuda em uma escola pública do Leblon à noite é gente das comunidades, que trabalha o dia inteiro e tenta conseguir, pelo menos, um diploma do Ensino Médio”, comenta Vitorino, que dormiu na escola por oito meses.

MIT: sonho antigo

Aprovado em todas as universidades públicas, após tirar nota máxima na redação do Enem, Vitorino optou por cursar Administração de Empresas no Ibmec, uma universidade privada, com isenção de mensalidade assegurada pelo Programa Universidade para Todos (Prouni). O trânsito pelas diferentes classes sociais trouxe ao jovem de São Gonçalo uma visão singular da realidade, que logo chamou a atenção de grandes empresários brasileiros.

Ainda na graduação, Vitorino se tornou bolsista da Fundação Estudar, criada pelo empresário Jorge Paulo Lemann para apoiar a formação de jovens promissores no Brasil e no exterior. O estudante alimentava o sonho de entrar no Massachusetts Institute of Technology (MIT) desde o início da faculdade. Com apoio do projeto, ele viajou aos Estados Unidos duas vezes, para conhecer o ambiente universitário local e fazer um curso intensivo de inglês.

Por João Pedro Soares, Deutsche Welle

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

Enem 2021 só deverá ser realizado em janeiro do ano que vem

A prova relativa a 2020 foi adiada em função da pandemia e realizada só em janeiro de 2021, com...

Prova de vida do INSS volta a ser obrigatória; veja calendário

Caso o beneficiário não faça a comprovação de vida, o benefício pode ser suspenso ou bloqueado. O Instituto Nacional do...

‘Nada vai intimidar a CPI’, diz Renan Calheiros à CNN

Relator diz que governo tenta intimidar os trabalhos da comissão e 'não tem sequer uma linha de defesa'. Em entrevista...

YouTube pagará a criadores de conteúdo para usarem rival do TikTok

A empresa tem um orçamento de aproximadamente 540 milhões de reais. O sucesso do TikTok a nível mundial fez com...
spot_imgspot_img

AGU pede ao Supremo que garanta direito de Pazuello de ficar calado em depoimento à CPI

Depoimento já precisou ser adiado porque Eduardo Pazuello disse ter tido contato com pessoas com Covid. AGU também quer...

Painel da OMS: Pandemia “poderia ter sido evitada” se mundo tivesse agido antes

Painel independente nomeado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) conclui que emergência da Covid-19 deveria ter sido declarada mais...
spot_img

Posts Recomendados