Tribunal identifica déficit bilionário nas contas do governo do Piauí e indica improbidade

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

O relatório aponta déficit de R$ 1,2 bi na execução orçamentária.

O Pleno do TCE/PI (Tribunal de Contas do Estado) decidiu pela procedência de Relatório de Auditoria do DFAE (Departamento de Fiscalização da Administração Estadual) – Análise da Gestão Fiscal e Índices Constitucionais, referente ao ano de 2019. Identificou déficits bilionários e a documentação foi encaminhada para que se apure possível crime de improbidade do governador.

Governador Wellington Dias PT

O caso será encaminhado para Ministério Público Estadual para apuração da prática de atos de improbidade administrativa e de crime contra as finanças públicas; e remessa de cópia dos autos à Assembleia Legislativa para apuração da prática de crime de responsabilidade.

Mencionado relatório identificou várias irregularidades, dentre as quais incompatibilidade entre saldos contábeis e saldos financeiros na conta bancária do Fundeb (Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica) e divergências no cálculo da despesa com pessoal.

Os técnicos anotaram que “houve a necessidade de ajustes por parte do TCE para adequar os valores apresentados pelo Estado.” O documento responsabiliza o governador Wellington Dias (PT) e os secretários estaduais de Educação, Ellen Gera de Brito Moura, e da Fazenda, Rafael Tajra Fonteles.

A auditoria verificou, ainda “déficit de R$ 1,296 bilhão na Execução Orçamentária em Descumprimento ao Equilíbrio Fiscal”, bem como “déficit previdenciário no valor de R$ 1,633 bilhão.”

DIVERGÊNCIA DE NUMERÁRIO

Os auditores de Controle Externo Andrea de Oliveira Paiva, Sandro Augusto Romero de Oliveira e Tércio Gomes Rabelo identificaram também divergência de numerário entre extratos bancários e contabilidade do plano financeiro no valor de R$ 32,194 milhões, em decorrência de ausência de registros contábeis no Siafe (Sistema Interno de Administração Financeira Estadual).

O documento aponta realização de operações de crédito vedadas; insuficiência da disponibilidade de caixa total em R$ 128,805 milhões; e inclusão indevida de pagamento de pessoal que não se enquadra como profissionais do magistério.

O processo, que tem como relatora a conselheira Lilian Martins, foi submetido à procuradora do Ministério Público de Contas, Raïssa Maria Rezende de Deus Barbosa, que anotou o seguinte: “Abordou-se também o elevado déficit orçamentário apurado no exercício, que ultrapassou 1 bilhão de reais e consequente resultados primário e nominal deficitários, descumprindo as metas previstas, bem como a questão da aplicação insuficiente em ações e serviços públicos em saúde até o 6º bimestre de 2019.”

O MPC defende aplicação de multa aos responsáveis. Além do governador e dos secretários já mencionados, seriam passíveis de punição o gestor do Fundeo de Previdência Social do Estado, José Ricardo Pontes Borges; o contador do Fundo de Previdência, Luiz Lopes Feitosa Filho; e contador do Fundeb, Emanoel Ferreira Lima.

FLORA IZABEL AUSENTE

Estavam presentes ao julgamento, realizado em 30 de setembro de 2021, os seguintes conselheiros: Lilian de Almeida Veloso Nunes Martins (Presidente), Abelardo Pio Vilanova e Silva, Joaquim Kennedy Nogueira Barros, Waltânia Maria Nogueira de Sousa Leal Alvarenga, Olavo Rebêlo de Carvalho Filho, Kleber Dantas Eulálio e os conselheiros substitutos Jaylson Fabianh Lopes Campelo, convocado para substituir a conselheira Flora Izabel Nobre Rodrigues (ausente por motivo justificado), Jackson Nobre Veras e Alisson Felipe de Araújo.

Flora Izabel pediu para se ausentar do julgamento alegando questões de foro íntimo. Ela tinha tomado posse dez dias antes e não teria a parcialidade necessária a um conselheiro para julgar contas que envolvem o governador Wellington Dias e secretários que até recentemente foram seus companheiros de governo. O Ministério Público de Contas foi representado pelo procurador Leandro Maciel do Nascimento. 

Pelo jornalista Toni Rodrigues

Veja aqui relatório de auditoria e decisão do TCE/PI

Gleison Fernandes
Gleison Fernandeshttps://portalcidadeluz.com.br
Editor Chefe do Portal Cidade Luz

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

Júlio César e Neidinha Lima participam de audiência pública sobre a II Etapa do Projeto de Irrigação Platôs de Guadalupe

O evento foi organizado pelo MIDR, com parceria do DNOCS e o apoio do Governo do Estado do Piauí,...

Georgiano Neto diz que PSD está fazendo o dever de casa por vaga majoritária em 2026

Ele se referiu aos planos do partido que almeja fazer parte do time majoritário de Rafael Fonteles. O deputado estadual...

Guadalupe mantém tradição e realiza Dia do Vaqueiro com cavalgada, missa e homenagens

O evento é um destaque no calendário cultural do município, reforçando a fé e a devoção da comunidade local....

Adriana Sá destaca participação na Caravana Federativa em Teresina e presença do presidente Lula

Por Gleison Fernandes. A advogada Adriana Sá, pré-candidata do PT à prefeitura de Landri Sales, participou ativamente da Caravana Federativa...
spot_img

Quina de São João de R$ 200 milhões será sorteada neste sábado; veja como jogar

Os números serão revelados a partir das 20h. Prêmio é o maior da história do concurso especial e não...

Professores de pelo menos 25 universidades decidiram pelo fim da greve

Interrupção da paralisação não significa o retorno imediato às aulas Professores de pelo menos 25 universidades federais já decidiram pelo...
spot_img

Posts Recomendados