Vídeo de reunião ministerial no governo Bolsonaro reforça trama golpista, segundo a PF

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

A investigação não descarta convocar para depoimento todos que participaram da reunião ministerial

Investigadores da Polícia Federal consideram que o vídeo de cerca de uma hora e meia fortalece linhas de apuração que apontam uma organização para desestabilizar o processo eleitoral e tramar um golpe de estado. Um dos trechos destacados pela PF mostra o que agentes descrevem como “dinâmica golpista”.

“Alguém tem dúvida do que vai acontecer no dia dois de outubro? Qual o retrato que vai estar às dez da noite na televisão? Alguém tem dúvida disso? E a gente vai entrar com recurso no supremo tribunal federal. Nós estamos vendo o que está acontecendo? Vamos esperar o quê? Todo mundo vai se f…”, disse Bolsonaro na reunião.

Bolsonaro em reunião com ministros e militares Reprodução/Band

A investigação classifica internamente como um dos principais pontos do vídeo a fala do então chefe do gabinete de segurança institucional, general augusto heleno, que era um dos auxiliares de maior confiança de Bolsonaro. Ele fala em “virar a mesa”. 

“Não vai ter revisão do VAR. Então, o que tiver que ser feito tem que ser feito antes das eleições. Se tiver que dar soco na mesa é antes das eleições. Se tiver que virar a mesa é antes das eleições”, disse Heleno.

A defesa de Bolsonaro minimiza o impacto do vídeo da reunião, ao destacar essa fala do encontro de julho de 2022. O ex-secretário de comunicação de Bolsonaro e um dos advogados do ex-presidente, Fábio Wajgarten, escreveu numa rede social que: “todas as opiniões do presidente são absolutamente públicas. Todas as opiniões, comentários fazem parte da democracia. Ficou absolutamente claro que o presidente condena e rejeita qualquer uso da força”, escreveu.

Durante toda a reunião, Bolsonaro cobrava que os ministros entrassem em sintonia com o discurso que colocava em xeque a atuação do tribunal superior eleitoral. E tinha a intenção de disseminar as suspeitas com representantes de outros países.

“Tá na nossa cara, a guerra de papel e caneta a gente não vai ganhar essa guerra, a gente tem que ser mais contundente, vou começar a ser com os embaixadores”.

Dias depois, Bolsonaro, de fato recebeu embaixadores. E, mais uma vez, divulgou teses de fraude nas urnas eletrônicas, sem provas. A Polícia Federal vê nesse vídeo indícios de que um plano para um golpe de estado estaria em curso. 

Para a investigação, ele se soma às mensagens apreendidas, trocadas entre integrantes da cúpula bolsonarista, consideradas peças-chave para o inquérito. A investigação não descarta convocar para depoimento todos que participaram da reunião ministerial.

Leonidas Amorim
Leonidas Amorimhttps://portalcidadeluz.com.br
Acompanhe nossa coluna no Portal Cidade Luz e fique por dentro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

SEINFRA realiza obras de tapa-buracos no Planalto Sambaíba e desobstrução em ruas de Floriano

A Prefeitura de Floriano, através da Secretaria de Infraestrutura, deu início a mais duas obras de reparo com o...

Ex-secretário de Administração do governo Dr. Pessoa terá que devolver R$ 10 milhões aos cofres públicos

A Segunda Câmara Virtual do Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) acatou, por unanimidade, o teor de representação...

TRE do Paraná marca para 1º de abril julgamento que pode cassar Sérgio Moro

Anteriormente, o tribunal havia anunciado que a posse do novo desembargador José Rodrigo Sade ocorrerá em 6 de março. O...

Quem mudou de lado será julgado pela população, diz Ciro Nogueira sobre ex-aliados

Eleições 2024. Em entrevista ao Jornal do Piauí nesta quinta-feira (22), o senador Ciro Nogueira (PP) criticou a adesão de...
spot_img

Marcelo Castro diz que reeleição foi um ‘equívoco’ e defende mandato de 5 anos para o Executivo

Segundo o parlamentar, a expectativa é apresentar ao colégio de líderes as principais mudanças sugeridas ao projeto original da...

Câmara de Jerumenha faz abertura do ano legislativo com aprovação de projetos

Na abertura do ano legislativo, foram aprovados projetos importantes: reajuste salarial para servidores proposto pelo executivo, isenção de taxas...
spot_img

Posts Recomendados