Destaques A pedido de Lula, Fernando Haddad aceita concorrer às...

A pedido de Lula, Fernando Haddad aceita concorrer às eleições de 2022

-

O ex-presidente petista diz que já é hora de iniciar pré-campanha nas ruas e buscar apoiadores.

Fernando Haddad (PT) disse que aceitou concorrer à presidência da República em 2022 em nome de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A decisão ocorreu após Lula o orientar a iniciar a pré-campanha em seu lugar. Para o ex-presidente, não há mais tempo para esperar o julgamento que pode revogar as condenações feitas pelo ex-juiz Sergio Moro e devolver os seus direitos políticos.

– Ele [Lula] me chamou para uma conversa no último sábado e disse que não temos mais tempo para esperar. Ele me pediu para colocar o bloco na rua, e eu aceitei – anunciou Haddad em entrevista à TV 247.

Haddad explicou que começará as agendas nos fins de semana com “precauções devido à pandemia”.

Nas eleições de 2018, o petista concorreu no lugar de Lula, após o ex-presidente ser barrado pela Lei da Ficha Limpa, devido à condenação em segunda instância no caso do tríplex do Guarujá. O representante de Lula disputou com o presidente Jair Bolsonaro, mas perdeu no segundo turno com 44,87% dos votos válidos.

Atualmente, não apenas a sentença do caso do tríplex do Guarujá (SP), mas também a do sítio de Atibaia (SP) tornam o ex-presidente petista inelegível. Contudo, tramita no Supremo Tribunal Federal uma ação que acusa o ex-juiz Sergio Moro de agir com parcialidade. Caso o STF dê causa ganha para Lula, ele concorrerá a presidente nas eleições.

– Caso isso ocorra, ele [Lula] terá o apoio de todos nós – disse Haddad.

A suprema Corte prevê analisar o caso no primeiro semestre de 2021.

REAÇÃO DA ESQUERDA

O acordo entre Lula e Haddad não agradou outros nomes da esquerda cotados para 2022. Guilherme Boulos (PSOL), que disputou o cargo em 2018, argumentou que não é hora de lançar nomes, mas sim de “discutir o projeto”. Para ele, é necessário que a esquerda “busque unidade para enfrentar Bolsonaro”, que tem aparecido como vencedor em todos os cenários das pesquisas.

– PT tem direito [a ter candidato]. PDT já tem candidato, que é o Ciro. PSOL e PC do B têm direito e vão lançar [seu candidato] em seu momento. Mas pela situação dramática que o país está vivendo, a postura mais correta da esquerda é construir caminhos para a unidade, a fim de derrotar o bolsonarismo – escreveu Boulos nas redes sociais.

Com informações do PlenoNews

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

NASA quer recuperar amostras de Marte

A NASA e a Agência Espacial Europeia recrutaram a ajuda de uma empresa para ajudar nessa missão. É com o...

Reservatório da usina de Boa Esperança atinge 74,9% da capacidade

O reservatório da Usina de Boa Esperança, em Guadalupe, atingiu o nível de 74,9% do volume útil capacidade. Os...

Papa diz que violência em nome de Deus é a “maior blasfêmia”

Em visita à cidade de Najav, no Iraque, o Papa Francisco disse que a violência em nome de Deus...

Potencial de voto de Lula é maior do que de Bolsonaro, diz Ipec

Em levantamento feito pelo Ipec (Inteligência em Pesquisa e Consultoria), entre os dias 19 e 23 de fevereiro, o...

Anitta foi a mulher mais pesquisada do Brasil em 2020; leia lista completa

Ana Maria Braga ficou em 2º lugar, seguida pela cantora Jojo Todynho e Kamala Harris foi destaque internacional. A cantora...

Namorada de Whindersson revela sexo do bebê: ‘Mamãe de menino’

O anúncio foi feito durante um chá revelação com a presença de alguns familiares do casal. Namorada de Whindersson Nunes,...

Posts Recomendados