Cidades Quando for certificada pela Anvisa, compraremos a vacina, diz...

Quando for certificada pela Anvisa, compraremos a vacina, diz Bolsonaro

-

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira (25) que pretende adquirir a vacina e distribuir gratuitamente, assim que for certificada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

“Vacina, uma vez certificada pela Anvisa, nós compraremos para que a população possa, de forma voluntária e gratuita, receber a aplicação”, declarou ele durante um encontro com investidores promovido pelo Grupo Voto, em São Paulo.

Presidente Jair Bolsonaro

Bolsonaro não mencionou a Coronavac, vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan.

No fim de outubro, o presidente afirmou, em resposta ao comentário de uma pessoa no Facebook, que a Coronavac não seria comprada pelo governo federal. “Presidente, a China é uma ditadura, não compre essa vacina, por favor. Eu só tenho 17 anos e quero ter um futuro, mas sem interferência da ditadura chinesa”, escreveu o indivíduo. Bolsonaro respondeu: “Não será comprada.”

Dias antes, ele havia afirmado a apoiadores que a vacina “não será obrigatória e ponto final”, e criticou o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que defendeu a obrigatoriedade da dose.

Coronavac no Brasil

O primeiro lote de doses prontas da vacina Coronavac – 120 mil doses, suficientes para vacinar 60 mil pessoas –, vindas da China, chegou no dia 19 de novembro a São Paulo. O imunizante está em fase 3 dos estudos clínicos.

Ainda neste mês, o Butantan espera receber 600 litros de matéria-prima da Sinovac para iniciar a produção local da vacina. O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, estima que o instituto será capaz de produzir 46 milhões de doses de vacinas até janeiro.

Dados preliminares dos testes clínicos com a vacina publicados na semana passada na revista científica The Lancet mostraram que a substância induziu uma rápida resposta imune, mas o nível de anticorpos produzidos foi menor do que o visto em pessoas que se recuperaram da doença.

Embora os testes em estágios inicial e intermediário não tenham sido desenvolvidos para determinar a eficácia da Coronavac, os pesquisadores disseram que ela pode fornecer proteção suficiente, com base na experiência com outras vacinas e em dados de estudos pré-clínicos em macacos.

Com informações da CNN Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

Doria vence guerra da vacina, critica Bolsonaro e fatura com CoronaVac

O governador de São Paulo disse que este domingo, (17/01/2021), é o “Dia V”, da vacina e da vida,...

Guadalupe tem decreto prorrogado que adota medidas mais duras no combate a Covid-19

A prefeita Neidinha Lima prorrogou o decreto que adotou medidas temporárias e emergenciais mais rígidas no âmbito municipal. O novo...

Venezuela vai enviar ao Brasil cerca de 8 caminhões com oxigênio

Entre os 8 veículos, estão incluídos dois que deveriam ter saído na sexta do país, mas que, segundo Caracas,...

Prefeitura de Guadalupe assegura transporte gratuito para alunos que prestaram as provas do Enem

A prefeita Neidinha Lima e a secretaria de educação Lorena Rocha afirmaram que o transporte, apesar de não ser...

“Amulate”: Gyselle Soares produz filme piauiense e busca patrocínio

As gravações estão previstas para começar no segundo semestre deste ano em cidades do Piauí, Rio de Janeiro e...

‘Deixa o cara governar’, diz Hamilton Mourão sobre Bolsonaro

O vice-presidente disse que não identifica hoje nenhum adversário capaz de derrotar o presidente Jair Bolsonaro. O vice-presidente Hamilton Mourão...

Posts Recomendados