Companhia chinesa inaugura seu 1º complexo solar no Piauí; 550 mil casas podem ser abastecidas

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Complexo Solar é o primeiro empreendimento da companhia chinesa SPIC no Brasil e consolida o Piauí no cenário nacional da transição energética.

O governador Rafael Fonteles participou, nesta sexta-feira (7), no município de Brasileira, da inauguração do Complexo Solar Marangatu, empreendimento da SPIC Brasil, companhia chinesa que instala seu primeiro parque solar no Brasil.

Foto: Divulgação

O parque inaugurado tem capacidade de gerar 446 MWp, o suficiente para abastecer, aproximadamente, 550 mil residências por ano. A instalação do empreendimento, de acordo com o governador, superou as expectativas com a geração de mais de 2 mil empregos diretos e indiretos, sendo 80% da mão de obra local. “É um parque gigante, somando as duas etapas, são mais de 700 MWp, consolidando ainda mais o protagonismo do Piauí na transição energética”, disse.

Ainda segundo o governador, a instalação de mais essa usina permite ao Piauí atrair indústria de produtos verdes, iniciando pela produção de hidrogênio verde, seguindo depois para produção amônia, metanol, siderurgia verde e fertilizantes verdes. Tudo isso faz parte da estratégia de industrialização do nosso estado”, explica Rafael.

De acordo com o chefe do Executivo Estadual, esse processo de transição energética é semelhante ao que ocorre com a agroindústria, onde há, inicialmente, a produção de grãos e depois há a implantação de frigorífico e usina de biocombustível. “Do mesmo modo ocorre com a economia verde, inicia pela energia produzida com as usinas renováveis solar, eólica e hidroelétrica e depois segue para fase industrial. Então, o parque Marangatu, da SPIC Brasil, é mais um passo nessa direção”, explica.

“Com a Marangatu, a SPIC Brasil dá um importante passo na estratégia de crescimento em energia renovável no país. E é fundamental termos essa parceria com o Piauí, uma região que tem crescido na geração de energia com uso de fontes renováveis”, afirma Adriana Waltrick, CEO da SPIC Brasil.

Gleison Fernandes
Gleison Fernandeshttps://portalcidadeluz.com.br
Editor Chefe do Portal Cidade Luz

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

Nova Caderneta da Criança atualiza teste para detecção de autismo

A nova edição da Caderneta da Criança – Passaporte da Cidadania fornece um teste para detecção precoce de risco...

Médico do IML de Floriano é investigado pelo Ministério Público

O procedimento preparatório de inquérito civil foi instaurado pela promotora Ana Sobreira Botelho Moreira em 12 de junho deste...

Assembleia pede explicação à UFPI sobre demora para homologar resultado de eleição

Demora do reconhecimento do resultado da eleição para reitor preocupa presidente da Assembleia Legislativa, Franzé Silva. O presidente da Assembleia...

Cigarros eletrônicos ‘Vapes’ provocam seis vezes mais intoxicação por nicotina que o cigarro comum

Atualmente, 3% da população do Brasil utiliza cigarros eletrônicos O cigarro eletrônico, conhecido como vape, provoca até seis vezes mais...
spot_img

Antônio Reis assina ordens de serviço para construção de praça e melhorias no aterro sanitário de Floriano

"Essas obras são de suma importância para a população florianense, que receberá mais um espaço de lazer e convivência",...

Governo Lula não vai apoiar mudanças na lei do aborto, diz ministro Padilha

Em visita a Minas Gerais, o ministro disse que o governo vai trabalhar para que o PL não seja...
spot_img

Posts Recomendados