Nacional Em pronunciamento, Bolsonaro fala em compromisso com Constituição e...

Em pronunciamento, Bolsonaro fala em compromisso com Constituição e democracia

-

Em um pronunciamento de 3 minutos veiculado em cadeia nacional de TV e rádio na noite da segunda-feira (7), pela comemoração do 198º aniversário da Independência do Brasil, o presidente Jair Bolsonaro exaltou as lutas por liberdade e independência do povo brasileiro ao longo de sua história e afirmou seu compromisso com a democracia e a Constituição.

Bolsonaro destacou a importância de o país não se submeter aos interesses de outras nações – em referência à declaração da Independência de 1822 – e também exaltou diferentes momentos em que o país lutou por democracia ao longo desses dois séculos, incluindo em seu discurso os movimentos dos anos de 1960 que levaram à instauração da ditadura militar, em 1964.

Presidente Jair Bolsonaro. 1/9/2020. REUTERS/Adriano Machado

Foi a primeira fala à nação do presidente em rede nacional desde os primeiros meses da pandemia de coronavírus no Brasil, em março e abril, quando os discursos oficiais foram marcados por panelaços em diversas cidades do país.

“Naquele histórico 7 de setembro de 1822, às margens do Ipiranga, o Brasil dizia ao mundo que nunca mais aceitaria ser submisso a qualquer outra nação e que os brasileiros jamais abririam mão da sua liberdade”, disse o presidente em sua fala desta segunda-feira. 

Entre as conquistas posteriores, Bolsonaro citou a participação da Força Expedicionária Brasileira na Segunda Guerra Mundial “para ajudar o mundo a derrotar o nazismo e o fascismo” e as lutas “pela preservação democrática” dos anos 1960, “quando a sombra do comunismo nos ameaçou”. 

“Nos anos 60, quando a sombra do comunismo nos ameaçou, milhões de brasileiros, identificados com os anseios nacionais de preservação das instituições democráticas, foram às ruas contra um país tomado pela radicalização ideológica, greves, desordem social e corrupção generalizada”, disse. 

O discurso foi lido e gravado com antecedência. O presidente não fez menção a outras questões como a crise econômica profunda por que passa ou país ou os quase 127 mil mortes já causadas pela pandemia do coronavírus no país. 

Íntegra

Leia a seguir a íntegra do discurso do presidente:

“Boa noite

Naquele histórico 7 de setembro de 1822, às margens do Ipiranga, o Brasil dizia ao mundo que nunca mais aceitaria ser submisso a qualquer outra nação e que os brasileiros jamais abririam mão da sua liberdade. 

A identidade nacional começou a ser desenhada com a miscigenação entre índios, brancos e negros. Posteriormente, ondas de imigrantes se sucederam, trazendo esperanças que em suas terras haviam perdido. 

Religiões, crenças, comportamentos e visões eram assimilados e respeitados. 

O Brasil desenvolveu o senso de tolerância, os diferentes tornavam-se iguais. O legado dessa mistura é um conjunto de preciosidades culturais, étnicas e religiosas, que foram integradas aos costumes nacionais e orgulhosamente assumidas como brasileiras.

Passados quase dois séculos da Independência, nos quais enfrentou e superou inúmeros desafios, o Brasil consolidou sua posição no concerto das nações. 

Ainda no século XIX, durante o período do Império, fomos invadidos e agredidos, derrotando a todos. 

Já no século XX, durante a II Guerra Mundial, a Força Expedicionária Brasileira foi à Europa para ajudar o mundo a derrotar o nazismo e o fascismo. 

Nos anos 60, quando a sombra do comunismo nos ameaçou, milhões de brasileiros, identificados com os anseios nacionais de preservação das instituições democráticas, foram às ruas contra um país tomado pela radicalização ideológica, greves, desordem social e corrupção generalizada. 

O sangue dos brasileiros sempre foi derramado por liberdade.

Vencemos ontem, estamos vencendo hoje e venceremos sempre. 

No momento em que celebramos essa data tão especial, reitero, como Presidente da República, meu amor à Pátria e meu compromisso com a Constituição e com a preservação da soberania, democracia e liberdade, valores dos quais nosso País jamais abrirá mão. 

A Independência do Brasil merece ser comemorada hoje, nos nossos lares e em nossos corações. 

A Independência nos deu a liberdade para decidir nossos destinos e a usamos para escolher a democracia. 

Formamos um povo que acredita poder fazer melhor. 

Somos uma Nação temente a Deus, que respeita a família e que ama a sua Pátria. 

Orgulho de ser brasileiro. 

Presidente Jair Bolsonaro”

Juliana Elias, da CNN Brasil, em São Paulo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

Governo Bolsonaro é reprovado por 40% e somente 31% aprovam, aponta pesquisa Datafolha

No levantamento anterior, de dezembro, 37% consideram governo ótimo ou bom e 31%, ruim ou péssimo. Para 42%, Bolsonaro...

Secretários de Fazenda de todos os estados pedem medidas urgentes contra 2ª onda da Covid

O novo crescimento da pandemia de covid-19 levou secretários estaduais de Fazenda, sob a presidência do secretário do Piauí,...

Hospital Universitário de Teresina confirma que receberá 15 novos pacientes de Manaus

O Hospital Universitário (HU) confirmou na noite da sexta-feira (22) que receberá mais 15 pacientes vindos de Manaus precisando...

Wellington Dias sanciona lei que torna atividades religiosas como essenciais em todo o Piauí

Com isso, passa a garantir o funcionamento das igrejas e templos religiosos de qualquer crença. A medida garante aos...

Prefeita Neidinha Lima apresenta os dirigentes dos diversos órgãos da Saúde em Guadalupe

Após reconduzir Paulo Rocha ao cargo de secretário e nomear a enfermeira Laura Sabrina como nova diretora do Hospital...

Secretaria de Saúde de Guadalupe divulga boletim que registra mais 14 novos casos da Covid-19

Boletim divulgado nesta sexta-feira (22), pela Secretaria Municipal de Saúde, mostra que os casos confirmados somam 474, os recuperados...

Posts Recomendados