França autoriza Brasil a repatriar 45 fósseis exportados ilegalmente

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Fósseis estão avaliados em R$ 2,5 milhões, e investigação surgiu após denúncia de que esqueleto de dinossauro estava à venda na internet. Processo de um fóssil ainda aguarda conclusão.

A Justiça da França autorizou o Brasil a repatriar cerca de 45 fósseis de dinossauros e de outros animais que estavam à venda na internet e foram exportados de maneira ilegal, informou o Ministério Público Federal. A repatriação foi autorizada pelo Tribunal de Grande Instância de Lyon e atendeu a um pedido de cooperação do Ministério Público no Ceará.

Segundo o MPF, o processo relacionado a um fóssil ainda aguarda conclusão. Juntos, os 46 fósseis estão avaliados em quase 600 mil euros, cerca de R$ 2,5 milhões. O cálculo leva em conta raridade, interesse científico e qualidade de preservação.

Pela decisão, devem ser devolvidos ao Brasil fósseis de pterossauros, tartarugas marinhas, aracnídeos, peixes, répteis, insetos e plantas. Agora, as autoridades brasileiras querem avaliar os cuidados necessários para o transporte das peças e calcular o valor do traslado ao Brasil.

Investigações

As investigações do Ministério Público começaram após a paleontóloga Taissa Rodrigues ter denunciado que um fóssil de pterossauro estava à venda na internet por US$ 248,9 mil. O esqueleto quase completo do dinossauro tem cerca de quatro metros de envergadura e é da espécie Anhanguera. O fóssil foi descoberto na Chapada do Araripe, localizada nas divisas dos estados de Ceará, Pernambuco e Piauí.

De acordo com o MPF, o fóssil foi retirado de forma ilegal do país entre as décadas de 1980 e 1990, e as rochas onde o esqueleto foi encontrado têm mais de 110 milhões de anos.

Conforme as informações da embaixada francesa, o fóssil foi posto à venda pela Geofossiles, localizada em Ardennes, e o pedido de comercialização partiu de uma sociedade chamada Eldonia, gerida por François Escuillie, vendedor e restaurador que tem o maior laboratório da Europa de reparação e reconstituição de fósseis. Escuillie já havia sido investigado em inquérito policial no Brasil por participação em esquema de tráfico internacional de fósseis. Conforme as investigações, ele era destinatário de fósseis extraídos ilegalmente da Chapada do Araripe.

Com base no relatório dessas apurações, o MPF do Ceará apresentou pedido de cooperação à França, solicitando busca e apreensão na casa de Escuillie e na sede da empresa Eldona.

As autoridades francesas, então, passaram a investigar o vendedor e encontraram centenas de outros fósseis, incluindo os 45 que deverão ser devolvidos ao Brasil. Em relação ao esqueleto do pterossauro, que deu origem à operação, Escuillie recorreu, e o processo ainda não foi concluído.

As informações são do G1.

Gleison Fernandes
Gleison Fernandeshttps://portalcidadeluz.com.br
Editor Chefe do Portal Cidade Luz

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

Presidente Lula propõe governança global para inteligência artificial

Presidente brasileiro participou da Cúpula do G7, na Itália. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva propôs, nesta sexta-feira (14),...

Prefeito de Marcos Parente visita comunidade Cocal e acompanha serviços de saúde e limpeza pública

Descentralização dos serviços. Na manhã desta sexta-feira, 14 de junho, o prefeito de Marcos Parente, Gedison Alves, visitou a comunidade...

Prefeitura de Floriano realiza II Fórum Comunitário do Selo UNICEF

“É preciso que haja a participação social de todos, garantindo o envolvimento dos Conselhos Municipais de Direitos da Criança...

Cidades piauienses estão em alerta de perigo potencial para baixa umidade do ar

A umidade relativa do ar chegará a níveis de potencial perigo em 25 cidades piauienses, segundo aponta o alerta...
spot_img

“Sou pré-candidato a vereador, para seguir trabalhando por Guadalupe”, disse Dr. Dílson Barbosa ao Portal Cidade Luz

O Presidente da Câmara de Guadalupe reafirmou seu apoio ao grupo liderado pela prefeita Neidinha Lima e à chapa...

Piauí recebe representantes de 11 estados para apresentar projeto de recuperação de celulares

Nos cinco primeiros meses de 2024, houve uma redução de 42% de roubo de celulares no estado, em comparação...
spot_img

Posts Recomendados