Geral Governo do Piauí suspende todas as atividades presenciais em...

Governo do Piauí suspende todas as atividades presenciais em novo decreto

-

O governador Wellington Dias (PT) anunciou agora há pouco que ficará suspensa até o dia 7 de março todas as atividades presenciais, com exceção dos serviços essenciais. A medida vem após a ocupação de leitos de UTI em Teresina chega a mais de 90%.

O comércio funcionará por delivery e haverá limitação de bares e restaurantes.

Foto: Roberta Aline

Veja o que funcionará:

I – mercearias, mercadinhos, mercados, supermercados, hipermercados, padarias; 
II – farmácias, drogarias, produtos sanitários e de limpeza; 
III – lavanderias; 
IV – postos revendedores de combustíveis, distribuidoras de gás, oficinas mecânicas e borracharias;
V – lojas de conveniência e de produtos alimentícios, situadas em rodovias e BRs, na zona rural; 
VI – hotéis, com atendimento exclusivo dos hóspedes; 
VII – distribuidoras (exceto de bebidas alcoólicas) e transportadoras; 
VIII – serviços de segurança e vigilância; 
IX – serviços de alimentação preparada e bebidas exclusivamente para sistema de delivery ou drive-thru; 
X – bancos, serviços financeiros e lotéricas; 
XI – serviços de telecomunicação, processamento de dados, call center e imprensa; 
XII – transportes de passageiros;
XIII – hospitais e laboratórios;
XIV – prestação de serviços de atividades físicas.

O secretário de Saúde, Florentino Neto, confirmou que as aulas presenciais também ficam suspensas.

Com leitos de UTIs chegando ao esgotamento, os integrantes do COE (Comitê de Operações Emergenciais) de Teresina e do estado recomendaram ao prefeito Dr. Pessoa (MDB) e o governador Wellington Dias (PT) que adotem medidas urgentes para conter a circulação de pessoas em Teresina e regiões do estado. A proposta é tentar frear a transmissão da Covid-19 e reduzir as internações que chegam ao limite. Uma das medidas apontadas é uma espécie de “toque de recolher”, como ocorre em outros estados, para evitar um colapso no sistema de saúde. 

Com ocupação de leitos de UTIs acima de 90%, os integrantes do COE avaliaram a situação da pandemia como “crítica” e fizerem uma série de recomendações a Prefeitura de Teresina e ao governo do estado. Cerca de 27 itens foram analisados.

Hoje pela manhã, o presidente da Fundação Municipal de Saúde, Gilberto Albuquerque, vai se reunir novamente com Dr. Pessoa para definir itens do decreto municipal que deverá ser anunciado ainda hoje. Às 11h30, estava prevista uma reunião entre Dr. Pessoa e Wellington Dias, no escritório do governador. No entanto, o prefeito suspendeu após ser informado que um parente contraiu Covid-19 e está vindo para Teresina em estado grave. O vice-prefeito Robert Rios irá representar o prefeito na reunião com o governador. 

O médico Walfrido Salmito, que participou da reunião do COE, destacou a necessidade de ampliação de leitos de UTIs e adoção de medidas restritivas mais duras.

“É preciso reduzir o número de infectados para baixar o nível de internações. Tem que ser uma medida aliada a outra, aumentar o número de leitos e adotar medidas mais restritivas. Sabemos que é desagradável, mas a situação é crítica, é um remédio amargo, mas necessário neste momento”, disse o médico.

Uma das propostas recomendada pelo COE é limitar a circulação de pessoas por um período de 14 dias para reduzir as internações. Outro pedido é limitar também o funcionamento do comércio, bares e restaurantes, além de cuidados do retorno as aulas. 

“Pedimos a população que contribua. Não aglomere, pois a rede hospitalar está caminhando para o colapso”, disse Walfrido Salmito.

Gilberto Albuquerque admitiu que a Fundação Municipal de Saúde enfrenta dificuldades para abrir novas vagas de leitos de UTIs e que a prefeitura estuda adotar medidas restritivas, que poderão ser anunciadas ainda hoje. 

O presidente da Fundação disse que a situação é muito delicada e a ocupação hoje de UTI é de 92% em Teresina. Gilberto disse também que no momento não é possível ampliar os leitos, devido a falta de medicamentos necessários para esse setor.  

As autoridades reforçam o pedido de respeito ao distanciamento social, ao uso de máscaras e medidas de higienes como lavar as mãos e uso de álcool em gel. 

Por Flash Yala Sena/Cidadeverde.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

No Piauí é decreto por cima de decreto, hospital de campanha desativado e os hospitais regionais superlotados com poucos leitos de UTI

No fechamento do Hospital de Campanha em Teresina, houve até peça publicitária veiculada nos mais diversos meios de comunicação,...

Pix passa a ser usado para pagar impostos estaduais e municipais

Segundo o Banco do Brasil, os governos do Acre, do Piauí e de São Paulo iniciaram a integração à...

Petrobras anuncia nova alta nos preços da gasolina, diesel e gás de cozinha

Segundo a Petrobras, seus preços são baseados no valor do produto no mercado internacional e na taxa de câmbio. A...

Marina Silva se vê longe da disputa em 2022 e sugere frente pró-Ciro Gomes

Depois de receber 1% dos votos em 2018 na sua terceira tentativa de chegar à Presidência da República, a...

Carreta com bois tomba e vários animais morrem na BR-316 no Piauí

A carga saiu de Gonçalves Dias no Maranhão e tinha como destino a cidade de João Pessoa, capital do...

Ocupação de leitos de UTI chega a 94%, maior da pandemia em Teresina

A ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) atingiu 94% em Teresina, um recorde em toda a...

Posts Recomendados