Destaques Pesquisa Datafolha diz que governador de São Paulo fez...

Pesquisa Datafolha diz que governador de São Paulo fez mais contra pandemia que Bolsonaro

-

Para 46%, Doria fez mais e 28% apontam Bolsonaro como o mais empenhado entre os dois.

Pesquisa realizada pelo Datafolha mostra que para 46% dos brasileiros, o governador João Doria (PSDB-SP) fez mais contra a pandemia de covid-19 do que o presidente da República, Jair Bolsonaro. Já 28% apontam Bolsonaro como o mais empenhado entre os dois.

Os números foram aferidos em pesquisa nacional realizada nos dias 20 e 21 de janeiro. Foram ouvidas 2.030 pessoas, e a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou menos.

O número de pessoas que disseram não saber responder somam 13% do total, enquanto 11% disseram que nenhum deles o fez e 2% que ambos combateram a crise.

O resultado vem depois que Doria anunciou o início da campanha de vacinação no Estado de São Paulo, utilizando a vacina de origem chinesa Coronavac.

A avaliação de Doria é melhor entre as pessoas que dizem estar com “muito medo” do vírus, ficando com 57% a 19% de Bolsonaro. Quem diz não temer a covid-19 diz que Bolsonaro trabalhou mais contra a crise, com 46% contra 24%.

Aqueles que afirmam viver uma vida normal na pandemia acham que Bolsonaro (46%) está à frente de Doria (28%). A curva se inverte nas categorias seguintes: quem toma cuidados (45% em favor do governador ante 31% do presidente), quem só sai de casa na necessidade (50% a 20%) e quem está isolado (57% a 22%).

Há um empate técnico de percepção entre os mais ricos, que ganham mais de 10 salários mínimos mensais. Neste grupo, Doria vai melhor para 41%, ante 37% de Bolsonaro.

De maneira geral, a avaliação sobre como o presidente lida com a doença piorou. Em relação à pesquisa anterior, em 8 e 10 de dezembro, subiu de 42% para 48% a proporção dos que acham o desempenho de Bolsonaro ruim ou péssimo no setor. Sua rejeição geral, no mesmo período, subiu de 32% para 40%.

Aprovam o trabalho do titular do Planalto 26%, empate técnico com o dado de dezembro, 30%. Quem o acha regular oscilou de 27% para 25%.

O presidente não é culpado pelas quase 220 mil mortes no país doença para 47% dos entrevistados, ante 52% em dezembro. Outros 39% acham que Bolsonaro tem culpa parcialmente (eram 38% antes). E ele é o único responsável para 11% (antes eram 8%).

Os governadores também foram tema da pesquisa do Datafolha. Depois de um teto de 58% de aprovação em abril, o número está estabilizado em 42%, ante 41% em dezembro. O ruim/péssimo foi de 30% para 26% e o regular, de 28% para 30%.

O desempenho do Ministério da Saúde é aprovado por 35% e reprovado por 30%.

POR ESTADAO CONTEUDO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

Bolsonaro fala em pagar quatro parcelas de R$ 250 na nova rodada do auxílio emergencial

Presidente já tinha citado 'três ou quatro parcelas', mas ainda não havia declarado valor. Pagamento pode voltar em março,...

Brasil bate recorde com 1.582 mortes por Covid-19 em 24h

Este é o segundo maior aumento diário em toda a pandemia; recorde aconteceu em julho de 2020. O Ministério da...

Polícia Federal deflagra Operação Reagente II em 4 municípios do Piauí

Estão sendo cumpridos 10 mandados de busca e apreensão nas cidades de Teresina, Picos, Arraial e Isaías Coelho, além...

Ingerir café todos os dias pode mudar a estrutura do seu cérebro, diz estudo

Pesquisa da Universidade de Basileia mostra mudança na massa cinzenta após 10 dias de consumo diário de cafeína. Sono...

Bolsonaro vai ao Congresso e apresenta projeto para vender os Correios

O projeto define o marco regulatório para o setor postal e possibilita a desestatização da empresa. O presidente da República,...

Raríssimo, pinguim-rei amarelo é fotografado em ilha do Atlântico Sul

O fotógrafo belga Yves Adams foi o responsável por capturar a imagem rara (talvez, única) de um pinguim-rei sem...

Posts Recomendados