Produção de mel no Piauí aumenta 432% em dez anos, aponta dados do IBGE

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

O estado representa 13,7% de toda a produção nacional.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que a produção de mel no Piauí saltou de 1.563 toneladas, em 2012, para 8.321 toneladas em 2022, um aumento na ordem de 432% no período.

O levantamento, que se deu a partir de dados da Pesquisa da Pecuária Municipal de 2022, mostra que o Piauí teve a terceira maior produção do país. O estado representa 13,7% de toda a produção nacional. O Piauí só fica atrás dos estados do Rio Grande do Sul, cuja produção representa 14,8% do total nacional, e do Paraná, com 14,2%.

A pesquisa apontou ainda que os municípios de São Raimundo Nonato e Picos figuram entre os que têm maior produção de mel no Brasil, em terceiro e sexto lugar respectivamente. São Raimundo Nonato produziu 746 toneladas de mel, enquanto Picos produziu 607 no ano de 2022, segundo a pesquisa.

De acordo com o diretor de Projetos dos Territórios do Semiárido da
Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF), Francisco Ribeiro, a principal característica do mel do Piauí é a diversidade floral.

“Enquanto outras regiões do mundo possuem mel monoflorais (de uma única florada), como eucalipto, maçã, no Piauí o mel é silvestre e a gente perde o controle sobre as floradas, o que faz com que ele seja multiflora. Então, a gente comercializa dizendo que é mel de marmeleiro, mas é de marmeleiro, canelinha e várias outras plantas nativas. E a principal característica do mel, é que tem aroma e sabor diferenciados”, frisa o diretor.

Outra informação relevante é que a maior parte da produção de mel no Piauí é oriunda da agricultura familiar, cerca de 93%.

E boa parte do mel produzido no Piauí é direcionada para a exportação e que um dos principais atrativos é que mais 90% tem a certificação de produto orgânico.

“O mercado internacional adquire no Piauí para fazer ‘blend’, ou seja, misturar com outros méis, mas o consumo na mesa vem ganhando força pela sua qualidade. Hoje estamos em 90% do nosso mel com certificação orgânica do IBD, que é o Instituto Biodinâmico de Botucatu, a certificadora de maior credibilidade para orgânico”, cita Francisco Ribeiro.

Gleison Fernandes
Gleison Fernandeshttps://portalcidadeluz.com.br
Editor Chefe do Portal Cidade Luz

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

Ciro Gomes dá tapa em homem que lhe chamou de bandido; veja o vídeo

Episódio ocorreu em evento realizado pela Prefeitura de Fortaleza; Ciro ainda não se pronunciou sobre o assunto O ex-candidato à Presidência...

Crescimento de Antônio Reis em Floriano preocupa Karnak, que intensificará apoio a Marcus Vinícius

Por Gleison Fernandes O atual prefeito de Floriano, Antônio Reis (PP), que assumiu o cargo com a desistência de Joel...

Novenário em honra a Nossa Senhora de Guadalupe tem início com procissão e missa lotada de fiéis

A programação se estenderá até o dia 12 de dezembro, prometendo momentos de reflexão, devoção e confraternização para todos...

Lula chega a Berlim para ‘reforçar parceria estratégica em diversos setores’ com Alemanha

Chegada em Berlim ocorre para reunião entre o governo alemão e brasileiro, que visa reforçar parceria e cooperação O presidente...
spot_img

Palmeiras vence e coloca mão na taça do Campeonato Brasileiro

Flamengo e Atlético-MG permanecem vivos na luta pelo título O Palmeiras derrotou o Fluminense por 1 a 0, neste domingo...

Campanha alerta para riscos do glaucoma e importância da prevenção e tratamento

A ideia da campanha nos cinemas é mostrar o que pode se perder ao deixar a doença avançar Entre os...
spot_img

Posts Recomendados