Cidades Smartphones mais procurados estão até 17% mais caros do...

Smartphones mais procurados estão até 17% mais caros do que há três meses

-

Na semana da Black Friday, algumas das principais plataformas de monitoramento estão apontando alta nos preços de alguns dos produtos mais procurados. Nas categorias de smartphones e eletrodomésticos, o aumento chega 18% nos últimos três meses.

Vale lembrar que smartphones e eletrodomésticos só perdem para itens de moda como os mais procurados durante o evento.

Um levantamento do CNN Business na plataforma Zoom avaliou o comportamento dos preços ao longo dos três últimos meses no segmento de celulares mais vendidos. Entre os modelos mais procurados foram selecionados três da Samsung, um da Xiaomi e um da Apple. Na média, o aumento de preço foi de 3,6%.

Apenas um modelo registrou redução com a proximidade da Black Friday. O Samsung Galaxy A71 teve queda de 5,5%, passando de R$ 1.799 em setembro para R$ 1.699 nesta semana. O aparelho chegou a custar R$ 1.979 em outubro, mas caiu no início deste mês.

Celulares têm aumento de preço antes da Black Friday

Apenas o Galaxy A71, da Samsung, teve redução em comparação a setembro

O campeão de vendas em setembro na plataforma Zoom, o Samsung Galaxy A51, era vendido a R$ 1.599 naquele mês. O aparelho teve uma queda abrupta de preço no dia 23 de outubro. Porém, já no dia seguinte, registrou aumento recorde. O produto se estabilizou na alta e está sendo vendido a R$ 1.619, 1,5% acima do valor registrado três meses atrás.

Dos cinco itens avaliados, todos tiveram seu pico de preços a partir do dia 15 de outubro. Destaque para o Xiaomi Redmi Note 8, que teve um crescimento de 17% no preço nos últimos três meses e bateu seu patamar mais alto dos últimos meses exatamente na semana da Black Friday.

Eletrodomésticos têm alta ainda maior do que celulares


Máquina de lavar roupa, fogão e geladeira chegam a estar 18% mais caros do que em setembro.

Entre os eletrodomésticos mais pesquisados, o aumento é ainda maior, média de 8% no preço dos cinco itens mais buscados do segmento. O levantamento feito pela plataforma Comparaí indicou que a máquina de lavar roupas mais procurada teve acréscimo de 18% entre setembro e novembro.

O fogão e a geladeira mais populares na plataforma somam, só entre outubro e novembro, aumento de 17% cada modelo.

Raphael Coraccini, colaboração para o CNN Brasil Business, em São Paulo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

20 milhões de pessoas ainda terão saque do auxílio emergencial em janeiro

Calendário de pagamento segue até 27/01, serão pagas parcelas do auxílio original, de R$ 600, e do auxílio extensão,...

Ônibus que saiu do Piauí sofre acidente na Bahia e causa a morte de 05 pessoas

O fato ocorreu na madrugada desta sexta-feira (15), na BR-135, altura da cidade de Barreiras. Cinco pessoas morreram e ao...

Europa ultrapassa os 30 milhões de casos da Covid-19

As mortes pelo novo coronavírus já estão se aproximando dos dois milhões no continente. A Europa ultrapassou nesta sexta-feira, 15,...

Capital Mineira endurece novamente quarentena, mas comerciantes ameaçam boicotar medidas

O prefeito de BH cumpriu a promessa de fechar novamente o comércio após a população não ter respeitado as...

Janeiro Branco pede atenção para o aumento do consumo de álcool

O mês foi escolhido pela OMS para alertar para a saúde mental. No mês escolhido pela Organização Mundial da Saúde...

Whindersson Nunes mobiliza famosos para mandar oxigênio para Manaus

Whindersson está mobilizando os amigos para ajudar na crise provocada pela falta de oxigênio nas unidades de saúde que...

Posts Recomendados