Destaques Meio Ambiente repassa R$ 230 milhões ao BNDES para...

Meio Ambiente repassa R$ 230 milhões ao BNDES para combate aos lixões

-

Os recursos serão aplicados em ações de saneamento básico.

O Ministério do Meio Ambiente vai repassar R$ 232 milhões para ações de mitigação e adaptação às mudanças climáticas. Os recursos fazem parte de termo aditivo assinado nesta quinta-feira (9) entre a pasta e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Segundo o ministério, a verba é do Fundo Nacional de Mudanças do Clima (FNMC) e será empregada prioritariamente em obras e ações de saneamento básico do programa Lixão Zero e de outros eixos da Agenda Ambiental Urbana, lançada pelo Ministério do Meio Ambiente em 2019.

Esses recursos são destinados a apoiar implantação de empreendimentos, aquisição de máquinas e equipamentos, desenvolvimento tecnológico relacionados à redução de emissões de gases do efeito estufa e adaptação às mudanças do clima e seus efeitos.

Cada projeto pode receber no máximo R$ 30 milhões a cada 12 meses, através de financiamentos concedidos pelo BNDES nos modelos Finame (financiamento de máquinas e equipamentos) ou Finem (crédito de inovação direto). Ao todo, em 2020, R$ 582 milhões já foram repassados pelo BNDES para financiamento reembolsável de projetos públicos e privados voltados à mitigação da mudança do clima e à adaptação aos seus efeitos adversos.

Saneamento

Atualmente, o BNDES está estruturando oito projetos de concessões estaduais e municipais que vão atender 25 milhões de pessoas e aplicar mais de R$ 55 bilhões em investimentos na área de saneamento básico. Cerca de 100 milhões de brasileiros não possuem coleta de esgoto em suas casas e 35 milhões sequer água tratada.

No tratamento de resíduos sólidos, o banco atua no financiamento de sistemas de coleta seletiva ou diferenciada, sistemas de triagem automatizados ou semiautomatizados; tratamento de resíduos orgânicos, à exceção daqueles com geração de energia; e remediação de áreas previamente utilizadas para disposição inadequada de resíduos sólidos, inclusive para o aproveitamento econômico dos resíduos depositados.

Com informações da Agência Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

Doria vence guerra da vacina, critica Bolsonaro e fatura com CoronaVac

O governador de São Paulo disse que este domingo, (17/01/2021), é o “Dia V”, da vacina e da vida,...

Guadalupe tem decreto prorrogado que adota medidas mais duras no combate a Covid-19

A prefeita Neidinha Lima prorrogou o decreto que adotou medidas temporárias e emergenciais mais rígidas no âmbito municipal. O novo...

Venezuela vai enviar ao Brasil cerca de 8 caminhões com oxigênio

Entre os 8 veículos, estão incluídos dois que deveriam ter saído na sexta do país, mas que, segundo Caracas,...

Prefeitura de Guadalupe assegura transporte gratuito para alunos que prestaram as provas do Enem

A prefeita Neidinha Lima e a secretaria de educação Lorena Rocha afirmaram que o transporte, apesar de não ser...

“Amulate”: Gyselle Soares produz filme piauiense e busca patrocínio

As gravações estão previstas para começar no segundo semestre deste ano em cidades do Piauí, Rio de Janeiro e...

‘Deixa o cara governar’, diz Hamilton Mourão sobre Bolsonaro

O vice-presidente disse que não identifica hoje nenhum adversário capaz de derrotar o presidente Jair Bolsonaro. O vice-presidente Hamilton Mourão...

Posts Recomendados