G13 Sem o auxílio, Brasil deve ter mais de 20...

Sem o auxílio, Brasil deve ter mais de 20 milhões em pobreza extrema

-

A cifra é de duas a três vezes maior que o último dado disponível, de novembro, quando o valor do auxílio emergencial já havia sido cortado à metade.

O fim do pagamento do auxílio emergencial enquanto a economia ainda não se recuperou da pandemia e os números de casos e mortes por covid-19 seguem em alta deve elevar a parcela de brasileiros vivendo em pobreza extrema, com renda familiar per capita menor que R$ 155 por mês, a 10% a 15% da população, algo entre 21 milhões e 31 milhões de pessoas.

Fotografia: Cristiano Mariz

A cifra é de duas a três vezes maior que o último dado disponível, de novembro, quando o valor do auxílio emergencial já havia sido cortado à metade, e 5% da população, ou 10,7 milhões de pessoas, viviam nessa condição de escassez extrema. Os números foram calculados pelo economista Daniel Duque, pesquisador do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV).

A evolução é mais dramática se comparada à taxa de pobreza extrema de agosto de 2020, a menor da história do país, quando apenas 2,3% da população vivia nessa situação, ou 4,8 milhões de pessoas. Cinco meses depois, o Brasil deve voltar a ter uma taxa de pobreza extrema comparável à do período de 2006 a 2010, segundo os cálculos de Duque.

O auxílio emergencial chegou a 68 milhões de pessoas, cerca de um terço dos brasileiros. O benefício pagou R$ 600 por mês (ou R$ 1,2 mil por mês para mães chefes de família) de abril a setembro, e metade desse valor de outubro a dezembro. Custou cerca de R$ 320 bilhões, ou 4,4% do PIB de 2019, despesa que só se tornou possível graças ao Orçamento de Guerra aprovado para combater a pandemia, que liberou o governo para gastar acima do que o Orçamento e o teto de gastos permitiam.

Duque afirma que o primeiro trimestre será especialmente difícil para as famílias mais pobres não somente pelo fim do auxílio, mas também pelo encerramento de outros programas do governo para estimular a economia, pelo padrão histórico de alta no desemprego nos primeiros meses de todos os anos e pela alta de casos e mortes por covid-19, que já está levando ao aperto das restrições à circulação de pessoas.

Ele diz que o governo tinha alternativas em 2020 para criar um novo programa social permanente, mais abrangente que o Bolsa Família, mas não o fez, e agora o espaço no Orçamento é muito limitado. O economista defende, no entanto, uma prorrogação do auxílio com um valor abaixo de R$ 300 e para um número menor de pessoas. “Mas isso é enxugar gelo, a melhor solução não foi tomada, e agora a gente só pode conseguir algo mais permanente no ano que vem”, considera.

Duque alerta também para uma maior dificuldade de medir a pobreza ao longo deste ano. Em maio de 2020, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) começou a realizar mensalmente uma edição especial da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, a Pnad Covid, para avaliar os impactos da pandemia na população. Essa série foi encerrada em novembro, e a divulgação dos dados voltou a ser anual.

“A Pnad Covid permitiu que analisássemos mês a mês como estavam caminhando a pobreza e a pobreza extrema. É uma pena, pois estamos em plena segunda onda e seria relevante esse dado”, diz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

Hospitais no interior do Piauí têm quase 80% dos leitos de UTI para Covid-19 ocupados

Dos 120 leitos de UTI para Covid-19 montados em hospitais do interior do estado, 99 estão ocupados. Em São...

OMS diz que situação do Brasil é “muito preocupante” e requer medidas agressivas

"Não é hora do país relaxar, a variante brasileira preocupa e pode afetar toda a América Latina" disse Tedros...

Aulas da Rede Municipal de Guadalupe terão início na próxima segunda-feira, 08 de março.

A secretaria Lorena Rocha informou que os alunos receberão o material para estudo por plataformas digitais e as famílias...

Ministério Público pede à Justiça que Flordelis e outros réus sejam levados a júri popular

Flordelis é suspeita de ter arquitetado o plano, convencer pessoas de práticas reiteradas de crimes, ocultar provas, além de...

Prefeitura de Guadalupe publica novo decreto com medidas emergenciais válidas até 15 de março, porém, houve alterações para os finais de semana

Entre as mudanças, toque de recolher mais cedo e aos finais de semana os postos de combustíveis poderão funcionar...

Supremo Tribunal Federal determina que Ministério da Saúde reative 278 leitos de UTIs no Piauí

O Piauí registra aumento na média móvel de novos casos e óbitos. A internação em leitos de UTI ultrapassa...

Posts Recomendados