Wellington Dias detalha o Programa Acredita no Primeiro Passo, lançado pelo presidente Lula

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Voltado para o público do Cadastro Único, eixo da iniciativa lançada nesta segunda-feira (22.04), no Palácio do Planalto, deve injetar R$ 7,5 bilhões na economia até 2026

O primeiro eixo do Programa Acredita no Primeiro Passo, lançado nesta segunda-feira (22.04) no Palácio do Planalto, oferece R$ 1 bilhão em microcrédito, fundo garantidor, qualificação profissional e apoio personalizado, impulsionando o crescimento de negócios e gerando renda para milhões de brasileiros. Em entrevista aos jornalistas presentes no evento, o ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias, detalhou a linha do programa que destina microcrédito para inscritos no Cadastro Único.

“Segundo dados do Sebrae, dos 15,5 milhões de MEIs no Brasil, 4,6 milhões estão inscritos no CadÚnico, e metade deles recebe o Bolsa Família. Essa parcela da população, muitas vezes invisível para o sistema financeiro tradicional, enfrenta barreiras significativas para acessar crédito, como a falta de garantias e taxas de juros elevadas”, explicou o ministro.

O Governo Federal está investindo R$ 1 bilhão no programa, com recursos adicionais provenientes da captação de R$ 12 bilhões. O Sebrae, parceiro estratégico da iniciativa, está disponibilizando R$ 1 bilhão em fundo garantidor, com a possibilidade de ampliar esse valor para R$ 2 bilhões.

Wellington Dias também explicou que além do crédito, o Acredita no Primeiro Passo vai oferecer um conjunto de medidas de apoio para auxiliar os empreendedores em seu processo de crescimento. Isso inclui a oferta de cursos de qualificação profissional, orientação técnica personalizada e acompanhamento especializado.

“O objetivo principal do programa é impulsionar o crescimento dos negócios formais e informais do público do CadÚnico, gerando renda e oportunidades para milhões de brasileiros. Através da inclusão financeira e do apoio ao empreendedorismo, o Governo Federal busca combater a pobreza e promover o desenvolvimento social do país”, completou.

O programa Acredita no Primeiro Passo pretende realizar, até 2026, cerca de 1,25 milhão de transações de microcrédito, o que poderá injetar mais de R$ 7,5 bilhões na economia até a data.

Confira os principais trechos da coletiva de imprensa do ministro Wellington Dias:

Qualificação profissional

“Os empreendedores terão acesso a cursos de qualificação profissional e capacitação em gestão de negócios, através de uma rede formada pelo Sebrae, institutos federais, universidades e outros parceiros. Os empreendedores receberão orientação e acompanhamento individualizado de um estruturador de negócios, que os ajudará a elaborar um plano de negócios e a implementar as ações necessárias para o empreendimento”.

Fundo garantidor

“Um fundo garantidor será criado para garantir os empréstimos, eliminando a necessidade de avalistas e facilitando o acesso ao crédito para empreendedores com histórico de inadimplência”.

Juros

“A taxa de juros dos empréstimos será subsidiada pelo governo, tornando o crédito mais acessível para os empreendedores, especialmente para aqueles que estão no Cadastro Único e no Bolsa Família”.

Apoio para endividados

“O programa também oferece apoio para empreendedores que estão endividados, através da renegociação de dívidas e da oferta de crédito para quitar pendências”.

O Acredita no Primeiro Passo em Números:

– 41 milhões de famílias (aproximadamente 91 milhões de pessoas) inscritas no CadÚnico poderão utilizar os benefícios do programa;

– 4,6 milhões de pessoas do CadÚnico que já empreendem como MEIs terão acesso a novas linhas de crédito e apoio;

– 14 milhões de pessoas do CadÚnico que empreendem na informalidade poderão formalizar seus negócios e ter acesso a crédito e outros benefícios;

– Sem burocracia: processo simples e rápido, sem a necessidade de fiador ou garantia em bens;

– O Fundo Garantidor FGO Acredita no Primeiro Passo garante o crédito para quem não possui bens ou avalista. As operações podem chegar a R$ 21 mil, com limite de crédito no sistema de até R$ 80 mil, beneficiando prioritariamente mulheres.

Leonidas Amorim
Leonidas Amorimhttps://portalcidadeluz.com.br
Acompanhe nossa coluna no Portal Cidade Luz e fique por dentro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

UNIEG celebra o Dia do Evangélico em Guadalupe com inspiradora pregação do Preletor Wesllei Nogueira e a presença de autoridades municipais

Evangélicos, membros da União das Igrejas Evangélicas de Guadalupe e autoridades se uniram para celebrar a data comemorativa, no...

Prefeito Antônio Reis recebe comenda da Ordem do Mérito Comercial Marquês de Paranaguá

A concessão da Ordem do Mérito Comercial Marquês de Paranaguá é um reconhecimento mais do que merecido pelo trabalho...

Nomofobia: o medo de ficar sem celular e seus efeitos em crianças e adolescentes

O transtorno pode afetar principalmente crianças e adolescentes. Muitas pessoas extrapolam o tempo de uso dos celulares e quando ficam...

Governo Federal mapeia 47 municípios com risco para desastres ambientais no Piauí; veja lista

Um levantamento realizado pelo Governo Federal identificou 47 municípios piauienses mais suscetíveis a ocorrência de desastres associados a deslizamentos...
spot_img

Sebrae/PI promove para trabalhadores da educação em Guadalupe a Oficina de Relações Humanas

O evento foi realizado no Auditório Tony Marcos e foi dirigido pelo facilitador/palestrante Diego da Silva Batista, autor do...

Rafael Fonteles participa do lançamento de frigorífico que vai abater 600 mil aves por dia em Uruçuí

O investimento previsto é de R$ 2 bilhões e devem ser gerados cerca de três mil empregos diretos e...
spot_img

Posts Recomendados