Governo vai ao STF contra política de ICMS dos estados para reduzir preço diesel

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Secretários estaduais de Fazenda aprovaram dia 24 de março o “Convênio ICMS”, que disciplina a cobrança do imposto para o óleo.

A AGU (Advocacia Geral da União), a pedido da Presidência da República, acionou o STF (Supremo Tribunal Federal) contra suspensão de convênio do Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) que definiu política de ICMS dos estados sobre o diesel. A manobra do governo foi antecipada pelo analista da CNN Caio Junqueira no dia 5 deste mês.

Na prática, a AGU alegou que o convênio do Confaz adota “um heterodoxo ‘fator de equalização’ de carga tributária para cada estado”, para “adaptar a arrecadação de ICMS dos Estados e DF ao novo modelo de tributação monofásica”.

Foto: Agência Brasil.

“A presente ação direta se destina a impugnar as cláusulas quarta e quinta, bem como o respectivo Anexo II, do Convênio ICMS nº 16, de 24 de março de 2022, celebrado pelo Conselho Nacional de Política Fazendária, que ‘disciplina a incidência única do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias’ e sobre ‘Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação’ [ICMS] sobre óleo diesel e define as alíquotas aplicáveis”, diz a ação direta de inconstitucionalidade que a AGU protocolou no STF.

Os secretários estaduais de Fazenda aprovaram dia 24 de março o “Convênio ICMS”, que disciplina a cobrança do imposto para o óleo diesel. A proposta cria uma alíquota com custo padrão fixo por litro e prorroga o congelamento do imposto estadual sobre gasolina, etanol e gás de cozinha por mais 90 dias. Assim, a medida segue em vigor até 30 de junho, e as novas normas passam a valer no dia seguinte: 1º de julho.

A decisão foi tomada em reunião extraordinária do Confaz. Pelo acordo, a alíquota estadual para o litro de óleo diesel S10, o mais difundido no país no momento, foi fixado em um teto de R$ 1,0060, calculado com valor de referência de novembro do ano passado.

Segundo a AGU, a forte assimetria das alíquotas de ICMS “enseja problemas que vão muito além da integridade do federalismo fiscal brasileiro”.

“Onerando sobretudo o consumidor final, que acaba penalizado com o alto custo gerado por alíquotas excessivas para combustíveis – que são insumos essenciais, e, por isso, deveriam ser tratados com modicidade – e com a dificuldade no entendimento da composição do preço final desses produtos”, afirmou a AGU.

(Publicado por Carolina Farias)

Gabriela Coelho da CNN

Leonidas Amorimhttps://portalcidadeluz.com.br
Acompanhe nossa coluna no Portal Cidade Luz e fique por dentro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

Promotor investiga patrocínio de R$ 8 milhões que ex-governador Wellington Dias liberou dos cofres públicos ao filme Mandu Ladino

O ex-governador Wellington Dias concedeu a liberação do orçamento em despacho no dia 16 de outubro de 2021. O promotor...

No Piauí, escolas estaduais voltam às aulas hoje e grevistas podem ter ponto cortado

Apesar do decreto, expedido na última quinta-feira, os professores prometem continuar mobilizados. O Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinte)...

Vídeo: mulher é agredida durante show de Gusttavo Lima em Brasília

Imagens mostram vítima no chão sendo agredida por outras duas mulheres durante evento no Mané Garrincha nesse sábado (21). Em...

Juiz determina citação para que empresa de Rafael Fonteles pague dívida superior a R$ 3 milhões de contribuições previdenciárias

R$ 3,048 milhões foram atualizados em 2021. A União Federal ingressou com uma ação judicial contra o Grupo Educacional CEV,...
spot_img

Ciro Nogueira direcionou emenda para comprar caminhão de lixo de amiga que frequenta seu gabinete

A cidade Brasileira no Piauí, com 8 mil habitantes recebeu veículo compactador comprado com emenda do chefe da Casa...

De responsabilidade do Governo do Estado, rodovia PI-231 está esburacada e motorista faz tapa-buraco manual

Insatisfeito, um motorista do município resolveu tapar os buracos manualmente utilizando uma pá. A insatisfação com a situação é...
spot_img

Posts Recomendados