Cidades STF mantém decisão que deu a Lula acesso a...

STF mantém decisão que deu a Lula acesso a mensagens da Lava Jato

-

Em seu voto, Lewandowski defendeu sua decisão. Citou uma possível “parceria” entre acusação e órgão julgador. As conversas foram apreendidas na operação Spoofing.

Por 4 votos a 1, os ministros da 2ª Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) mantiveram, nesta terça-feira (9), a decisão de Ricardo Lewandowski que garantiu ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva acesso a supostos diálogos vazados de membros da Lava Jato com o ex-juiz Sergio Moro. As conversas foram apreendidas na operação Spoofing.

Luiz Inácio Lula da Silva – Foto: Marlene Bergamo/Folhapress

Em seu voto, Lewandowski defendeu sua decisão. Citou uma possível “parceria” entre acusação e órgão julgador.

“Como se viu, a pequena amostra do material coligido até agora, já se figura apta a evidenciar, ao menos em tese, uma parceria indevida entre o órgão julgador e a acusação, além de trazer a lume tratativas internacionais que ensejaram a presença de inúmeras autoridades estrangeiras em solo brasileiro as quais, segundo consta, intervieram em investigações aparentemente à revelia dos trâmites legais”.

Lewandowski afirmou que deu ordem mais de uma vez para que Lula tivesse acesso aos diálogos da “Vaza Jato”, mas que ela não foi cumprida.

Os magistrados não discutiram nesta sessão a autenticidade dos diálogos vazados. Apenas discutiram se Lula teria mesmo direito de acessá-los, nas partes em que ele é citado.

O MPF (Ministério Público Federal) considerou a decisão do ex-presidente do STF “absolutamente desfundamentada”. Alega que ela violou o direito das mais de 150 autoridades, que tiveram sua intimidade invadida.

Acompanharam o voto de Lewandowski os ministros Nunes Marques, Cármen Lúcia e Gilmar Mendes.

VOTO DURO

Último a votar, o presidente da 2ª Turma, Gilmar Mendes, leu diversos trechos das conversas vazadas. Fez fortes críticas aos procuradores da Lava Jato e ao ex-juiz Sergio Moro. Classificou as conversas de “maior escândalo judicial da história da humanidade”.

Mendes também falou que os possíveis diálogos são tão graves que “nem sistemas totalitários tiveram tanta criatividade”. Acrescentou: “ou esses fatos não existiram ou, se existiram, eles são de uma gravidade que comprometem a existência da Procuradoria Geral da República”. 

Gilmar também declarou que “esse modelo de Estado totalitário teve a complacência da mídia”.

“Agora já não é o julgamento de um caso. Nós fomos cúmplices. Tortura feita por esta gente bonita de Curitiba. Os fatos são tão graves que estão repercutindo mundo afora”, disse.

Assista à sessão:

ANÁLISE 

O advogado criminalista Fernando Parente explica que o Supremo ainda não entrou no mérito sobre se os diálogos são ou não verídicos, mas que eles teriam respaldo constitucional para estarem também nas mãos do ex-presidente.

“O que foi decidido pelo STF é que essa reclamação dos procuradores não poderia ir adiante porque eles não são legítimos para promover esse tipo de medida processual. Os ministros não adentraram ao mérito, e mantiveram o acesso fornecido à defesa do Lula. Havia conversas de autoridades públicas a respeito do trabalho delas, portanto, não há que se falar no sigilo porque a Constituição trabalha com o princípio da publicidade”, disse.

O Advogado criminalista Bernardo Fenelon afirma que “se a condenação do ex-presidente foi eventualmente baseada em um processo maculado por um juiz suspeito, ele certamente deve ter o direito de comprovar essa realidade”.

Com informações do Poder 360

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Posts Recentes

OMS diz que situação do Brasil é “muito preocupante” e requer medidas agressivas

"Não é hora do país relaxar, a variante brasileira preocupa e pode afetar toda a América Latina" disse Tedros...

Aulas da Rede Municipal de Guadalupe terão início na próxima segunda-feira, 08 de março.

A secretaria Lorena Rocha informou que os alunos receberão o material para estudo por plataformas digitais e as famílias...

Ministério Público pede à Justiça que Flordelis e outros réus sejam levados a júri popular

Flordelis é suspeita de ter arquitetado o plano, convencer pessoas de práticas reiteradas de crimes, ocultar provas, além de...

Prefeitura de Guadalupe publica novo decreto com medidas emergenciais válidas até 15 de março, porém, houve alterações para os finais de semana

Entre as mudanças, toque de recolher mais cedo e aos finais de semana os postos de combustíveis poderão funcionar...

Supremo Tribunal Federal determina que Ministério da Saúde reative 278 leitos de UTIs no Piauí

O Piauí registra aumento na média móvel de novos casos e óbitos. A internação em leitos de UTI ultrapassa...

Compositor pede prisão preventiva do cantor Wesley Safadão por plágio

Segundo o colunista Leo Dias, além de o cantor estar sendo processado pelo suposto plágio da faixa Vaqueirinha Maltrata...

Posts Recomendados